sexta-feira, outubro 18, 2019

Jornalistas lançam ACTA e agitam mercado da comunicação

A greve histórica dos jornalista alagoanos não nos ensinou apenas que temos força e poder de organização contra quem atacar a nossa dignidade profissional. Mas, principalmente, que nunca fomos concorrentes, entre si, por atuarmos em veículos diferentes.

Passada a tempestade das retaliações veio o sol brilhante clareando as ideias e apontando novos caminhos. Nessa esteira já nasceu a TV Liberdade, do núcleo de comunicadores de Arapiraca e, agora, surge o projeto ACTA.

Lançado oficialmente hoje, desde o anúncio no Instagram que não param de colecionar acessos e curtidas. O melhor é a empolgação que agita os bastidores. Além do show de imagens o time que vai entrar em campo, ou melhor, nas plataformas digitais vai sacudir o mercado.

Desejar sucesso é pouco. Desejo é força e capacidade de resistir. Com a mesma empolgação que pararam a cidade nos dias de luta contra a proposta de redução do nosso piso.

Em breve traremos aqui alguma entrevista com um dos integrantes com mais detalhes. Por enquanto o que tá rolado é isso aqui. 


A proposta é ousada, mas vai ser encarada com seriedade e ética, para retribuir para o povo que os apoiou nas ruas e sempre lhes deram audiência. 

Quanto ao mercado que tenha a sensibilidade para investir, apoiar e pressionar por novos produtos.

Mobilização pede cadeia para quem maltrata animais

A violência e maus tratos crescentes contra animais deu origem a uma campanha que visa aumentar a pena para o agressor. O movimento é nacional e nesta sexta-feira (18), a partir das 12h30, tomará o Instagram para mobilizar a sociedade. Se você apoia a proposta é só compartilhar.

Em Alagoas a mobilização está sendo conduzida pela Comissão de Bem Estar Animal da OAB, que conseguiu o apoio de dezenas de personalidades de diversas áreas.

O blog conseguiu uma declaração exclusiva da presidente da comissão, advogada Rosana Jambo, que deu detalhes da proposta e do trabalho de sensibilização nas redes.

Se você é contra as barbaridades cometidas contra os animais é só espalhar a #CadeiaParaMausTratos 

quinta-feira, outubro 17, 2019

Autor fala do Manifesto Sururu que será relançado nesta sexta no Bar Zeppelim


Alagoas e suas belezas, gastronomia, cultura e principalmente sua gente são elementos presentes no Manifesto Sururu, que foi lançado há 15 anos pelo poeta, cantor e professor Dr. Edson Bezerra. A obra que criou um debate sobre a alagoanidade é resultado de muito estudo, observação e da sua inquietação.

O fato é que o texto provocou e incitou o debate em sala, mas também entre os intelectuais. Nesta breve conversa Edson conta um pouco sobre como a ideia ganhou força e, principalmente, a importância do seu relançamento.
O evento cultural que vai reunir vários artistas está previsto para às 20h, no Bar Zeppelim, ao lado das Lojas Americanas, do Centro.

quarta-feira, outubro 16, 2019

Brasil discute rotulagem dos produtos alimentícios e você pode ajudar

Quase ninguém observa, durante às compras, a rotulagem dos alimentos para saber de fato o que irá comer. Mas, o tema é sério e motiva, no momento, uma consulta pública, pela internet, para definir o modelo - com símbolos- para estimular e facilitar a opção do consumidor. 

E no Dia Mundial da Alimentação (16), que é comemorado hoje nós estamos trazendo aqui alguns detalhes que podem te interessar.

Orientação

A questão principal é a orientação sobre o que contém nos alimentos e, principalmente, as suas quantidades. 

Corantes, sal, açúcar, amido, glúten, gordura, entre outros, não fazer mal para a maioria. 

Mas, a longo prazo e para outras tantas pessoas esses produtos podem não só trazer problemas como até mata-las. Ou ainda ir minando a sua saúde com o tempo.

Falando assim parece exagero. Porém, a discussão sobre a qualidade do que se come é mundial. A busca por uma boa alimentação, qualidade de vida e saúde domina os quatro cantos da terra.


Discussão

Por aqui, quem está propondo uma consulta pública para ouvir a sua opinião é a Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa. 

Por meio de um questionário, que pode ser preenchido até o dia 5 de novembro qualquer pessoa pode participar.

E nesse debate o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor tem uma posição muito clara sobre o que pode nos ajudar. O órgão defende que a rotulagem seja o mais direta e de fácil compreensão.

Por isso, defende que a rotulagem indicativa seja feita com triângulos, já que realizou pesquisas que indicam que são mais eficientes na hora de comunicar.

Os estudos indicam que o triângulo com a mensagem sugerem, de imediato, a ideia de ALERTA. 

O modelo é assim:




A outra proposta apresentada é a da própria Anvisa. O símbolo proposto é o de uma lupa, que apareceria nas embalagens indicando as quantidades acima ou abaixo dos limites definidos.

Parece até bobabem discutir isso. Mas, na era da comunicação rápida, imediata e num momento em que as pessoas fazem tudo apresssada, por que complicar, né?

Então, não perca tempo e dê sua opinião. 

Clica aqui e contribua.

O assunto não termina apenas com a consulta. É que depois a própria Anvisa vai continuar debatendo isso com especialistas, entidades e organizações, para somente assim tomar uma decisão em seu colegiado. 

Mas esse é outro capítulo. 

Abraço!
---------------------------------------------------------------------
Serviço
Para entrevistas com mais detalhes do Idec
Cel - WhatsApp: 55 (11) 98764 2682

*Com assessoria

terça-feira, outubro 15, 2019

Marisqueiras capacitadas pela Ufal e Visão Mundial querem conquistar mercado




O sururu marisco que ajuda a definir nossa identidade cultural, aqui em Alagoas, é o principal alimento da imensa parcela da população pobre da orla lagunar de Maceió. E é para ajudar a mudar essa realidade que uma parceria estratégica uniu a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e a Ong Visão Mundial  com o objetivo capacitar as marisqueiras.

O projeto, que teve início, com a conquista de um investimento do Instituto Volkswagen foi o ponta pé inicial para uma ideia ainda mais ousada, que no futuro, pode se transformar numa Escola de Beneficiamento.

Visão

Quem primeiro percebeu a necessidade de agir socialmente na área foi a Visão Mundial. Segundo o seu coordenador, Ronivon Amorim, a principal preocupação é criar possibilidades de ação para evitar o trabalho infantil. 

A professora Cristina Noramande da Ufal e 
Ronivon Amorim da Visão Mundial
Foto Diogo Martins

Para essa atividade a ong também conta com o apoio do Ministério Público do Trabalho (MPT).

"Hoje trabalhamos inicialmente com 50 mulheres, dividas em grupos de 10, que são capacitadas em encontros que ocorre às terças e quintas das 8h às 13h30 na sede do Instituto Servir", contou Ronivon.

A proposta é criar alternativa que diminua esse ciclo de miséria, já que muitas mulheres marisqueiras, um dia foi uma criança explorada que a entidade buscou apoio. Ele veio da Ufal, em especial do curso de Nutrição, com a coordenadora do Laboratório de Microbiologia de Alimentos, Cristina Normande.


"Com esse trabalho queremos profissionalizar a atividade das marisqueiras. Hoje elas têm sido formadas para aprender a criar e manter uma linha de produção, porque é isso que vai agregar valor e garantir o fornecimento para clientes maiores, como os restaurantes por exemplo", explicou Cristina.

Rotina

No momento, toda a atividade ocorre de forma experimental, mas já existe uma rotina própria que inclui, principalmente, as boas práticas alimentares. Tudo tem sido analisado e os resultados em laboratório confirmam a qualidade final do produto.

As mulheres têm sido capacitadas e já criaram a Cooperativa de Marisqueiras Mulheres Guerreiras. O próximo e mais importante passo inclui a conquista do mercado gastronômico. 

O importante é que a sociedade civil, as organizações estaduais e municipais, além dos empresários conheçam essa proposta. 


O projeto segue até o final do ano. Ou seja, a semente foi plantada, mas pode germinar com outras cooperativas e, principalmente, oferecendo dignidade, qualidade de vida, trabalho e valorização da atividade de marisqueira. 

segunda-feira, outubro 14, 2019

Trabalhadores dos Correios lançam campanha contra privatização



A possibilidade real de privatização da Empresa de Correios e Telégrafos fez os trabalhadores da empresa lançarem um vídeo para mobilizar a opinião pública.


Na mensagem curta, mas muito objetiva eles lembram que a empresa não dá prejuízos pois reinveste os próprios recursos, oriundos de 356 anos de existência.

A ideia é desconstruir o discurso do Governo Federal de que precisa tirar o "peso" do estado.

Para popularizar a mobilização criaram a #NÃOAVENDADOSCORREIOS

Homem trans concorre a prêmio por incluir LGBTS no mercado




Que o empreendedorismo é única saída para famílias de baixa renda e profissionais que saíram do mercado formal ninguém tem dúvidas. 

Mas que também pode incluir LGBTS no mercado com qualificação profissional é novidade. E foi isso que qualificou o Gustavo Glasser, mais conhecido como Carambola, a ser um dos finalistas de uma premiação nacional.

Atuando como programador, ele que é um homem trans criou uma metodologia que forma LGBTS, negros e jovens da periferia para o mercado de tecnologia. A inciativa, além de colocá-los no mercado de trabalho criou opções além do subemprego e até mesmo a prostituição.

Gustavo é finalista do 15° edição Prêmio Empreendedor Social, do jornal Folha de São Paulo, que neste momento abriu votação para a categoria Escolha do Leitor. Ele concorre na categoria "Empreendedor Social do Futuro".

Nessa mesma categoria também concorre Diogo Tolezado (Pluvi.On), que criou um sistema de previsão do tempo que emite alertas que contribuem para salvar vidas e evitar os prejuízos. 

Social

A economia circular, proposta no projeto desenvolvido por Guilherme Brammer Júnior (Boomera), transforma resíduos difíceis em novos produtos e matérias primas que retornam para a indústria. 

O alcance do projeto inclui catadores, indústria e e academia, já tendo conseguido reciclar 60 mil toneladas de plástico. Do lixo surgiram novos produtos como fraldas descartáveis e cápsulas de café. 

O Amigos do Bem é o projeto desenvolvido por Alcione Albenesi e tem uma ação filantrópica para às vítimas da seca aqui na nossa Região Nordeste. Graças as ações desenvolvidas foram impactadas 75 mil pessoas em 130 povoados.

As ações envolvem geração de renda, substituição de moradias insalubres, melhoria na educação e saúde, além da profissionalização. O projeto também consegue manter 10 mil crianças e jovens estudando.

Já o administrador Thomaz Srougue, o Dr. Consulta criou uma startup que atende pessoas que dependem da assistência pública de saúde. O "sem-teto da saúde" como classifica incluem os 100 milhões de pessoas no país que não têm plano privado.

No momento ele conta com 59 clínicas populares cadastradas. Com a ajuda da tecnologia tem buscado maior eficiência, com redução de custos para salvar vidas. 

Grão

Há ainda o Troféu Grão que tem duas finalistas. Adriana Barbosa, do projeto Preta Hub, é responsável pela criança da Feira Preta que nasceu para estimular o empreendedorismo da população negra do país. A ideia cresceu e hoje é uma plataforma Preta Hub.

Sua concorrente é Laís Higashi que com o projeto "Litro de Luz"levou luz para famílias que ainda vivem na escuridão. Com o uso de garrafas pet ela tem conseguido clarear residências. 

 Votação

Neste momento o prêmio está aberto a receber votos dos leitores por meio do endereço:

 https://arte.folha.uol.com.br/empreendedorsocial/2019/premio/


O que é?

Criado em 2005 pela Folha de S.Paulo e Fundação Schwab, o Prêmio Empreendedor Social é destinado a gestores de iniciativas com mais de três anos de atuação em setores como saúde, educação, tecnologia assistiva e meio ambiente, entre outros. As iniciativas de negócios de impacto social e startups com foco socioambiental – que estão em fase inicial (de um a três anos) – podem se inscrever para o Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro, destinado a empreendedores com até 35 anos. 
Além da projeção nacional e internacionalmente dos líderes selecionados, a Folha de S.Paulo e a Fundação Schwab – correalizadora do Fórum Econômico Mundial de Davos e idealizadora da premiação no mundo – oferecem um alto nível de qualificação e networking, viabilizando aos premiados a conquista de maiores e melhores indicadores em sustentabilidade, impacto social direto e indireto, influência em políticas públicas e escalabilidade para seus projetos.

*Com assessoria


sexta-feira, outubro 11, 2019

Conheça como será oração da Santa Irmã Dulce

No domingo quando for canonizada pelo Papa Francisco, irmã Dulce será chama da Santa Irmã Dulce dos Pobres. Afinal, toda a sua vida religiosa, na Bahia, foi dedicada aos mais necessitavam. Em nome deles batia em todas as portas.



Se você não vai continuar lendo porque é assunto religioso está enganado. Quem disse que é disso que estamos falando? Claro que para os católicos se trata única e exclusivamente disso.

Porém, a reflexão é muito maior. Isto porque Dulce é um exemplo de CARIDADE.

E isso sim, supera qualquer religião. Esse gesto, que é movido por um sentimento de fazer o bem é o grande legado. 

Então, aprenda a ser caridoso porque isso será bom tanto se você tem, segue, ou não tem ligação religiosa alguma. É bom porque é divino. 

Conheça a Oração que será dedica a Irmã Dulce:


Oração à Santa Dulce dos Pobres

Senhor nosso Deus, lembrados de Vossa Filha, a Santa Dulce dos Pobres, cujo coração ardia de amor por Vós e pelos irmãos, particularmente os pobres e excluídos, nós vos pedimos: dai-nos idêntico amor pelos necessitados; renovai nossa fé e nossa esperança e concedei-nos, a exemplo desta Vossa filha, viver como irmãos, buscando diariamente a santidade, para sermos autênticos discípulos missionários de Vosso Filho Jesus. Amém (aqui, faça seu pedido pessoal).



Jornalista Miguel Torres precisa de doação de sangue


Você pode ajudar na luta do radialista, jornalista e ator Miguel Torres pela vida. Basta doar qualquer tipo sanguíneo no Hemopac do Farol, próximo a Praça do Centenário. 

Ele irá ser operado no próximo dia 17 de outubro. Seu tipo sanguíneo é o A-, mas pode ser feita doação de qualquer tipo que a unidade faz a devida troca.

Miguel vai retirar um tumor cerebral. Há quase dois anos ele havia descoberto uma calcificação na mesma região da cabeça. Agora, será operado no Hospital Arthur Ramos. 

Por isso, a cirurgia é fundamental. Por conta de sua dinâmica é importante as bolsas extra de sangue. 

Como jornalista Miguel nunca se furta a lutar em defesa dos interesses sociais e culturais. Pai carinhoso e amigo leal, fez da ética profissional bandeira e por esta razão é um dos mais respeitados profissionais do Estado. 

Doações no Hemopac das 7h às 13h.

quinta-feira, outubro 10, 2019

Jornalistas alagoanos criam TV Liberdade


Uma nova era no jornalismo digital se abre com a cobertura do interior do Estado, sua gente, sua cultura, gastronomia e manifestações populares. 

Com liberdade, ou melhor com o olhar da TV Liberdade, as plataformas digitais irão repercutir, compartilhar e, principalmente, discutir quem somos e para onde vamos.

A jornalista Priscila Anacleto gravou um vídeo contando um pouco da proposta que já tem data para nascer. Ficou curioso (a)? Assiste aí e compartilhe!






O projeto já tem uma identidade visual e já pode ter suas páginas ser visitadas e curtidas. Expectativa para ver o sonho se tornar realidade. 
O lançamento é com a cobertura do 
7° Festival da Primavera em Viçosa, neste final de semana.


E no you tube