terça-feira, dezembro 22, 2009


Galera mesmo em ócio é muito complicado escrever em dezembro.
Desejo a todos um natal abundante e muito farto. Sucesso em 2010 e até a qualquer edição extraordinária.
Valeu!!!
Estamos na área...mas em clima de quase férias...

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Irmão Metal ou Fratello Metallo abandona palcos




O Irmão Metal, personagem criado pelo frei franciscano Cesare Bonizzi, vai deixar os palcos de Heavy Metal. Depois de 15 anos ele admitiu em entrevista a Reuters que o diabo o estava afastando de seus irmãos de fé.

Enquanto esteve nos palcos, nos principais festivais do gênero, na Itália, sempre cantou suas músicas com ritmo pesado, mas com letras religiosas. Conquistou uma legião de fãs pelo mundo. Enfrentou os "satanistas" que ainda insistem em se apresentar.



A figura barbuda com vestes de frade vai deixar saudades, principalmente, por não ter mudado o seu estilo. Assim conquistou respeito de todos os roqueiros.



Ping pong interessante no Tênis de Mesa


Incomum as imagens dessa disputa entre dois jogadores chineses. A bola não cai. O malabarismo para evitar o ponto é incrível e impossível de relatar. Há coisas que somente com os olhos para acreditar. Click aqui

Um sonho frustrado

Quem gosta ou acredita em Papai Noel não assista este vídeo. É o outro lado do "bom velhinho". Aliás, um filho da puta manipulador de sonhos. Já disse, quem gosta desse barbudo sacana não clique na palabra clic, ok?? Agora se vc já é mais realista como eu sabe como "a vida é" pode assistir.

Quem avisa amigo é...ou não é??

Aviso

O Congresso Brasileiro de
Videntes
foi cancelado
por problemas
imprevistos

quinta-feira, dezembro 03, 2009

video


video


Goooooooolllll! Quando esse som toma conta de um estádio de futebol é porque todos estão em êxtase. Afinal, a bola terminou no fundo das redes depois de muito bate e rebate.

Tive o prazer de neste ano participar de alguns jogos pela equipe da empresa. Aqui dois lances em que os meus passes foram disperdiçados pelos atacantes. Nada como imagens para provar o que digo.

No primeiro vídeo pego um rebote de bola pela direita e cruzo para a dentro da área. Meu companheiro de time tenta ajeitar de cabeça para nosso atacante Igor, que não chega na bola.

No segundo recebo um passe pelo meio e puxo a marcação. Num lance de visão rolo a bola para Igor que estava melhor colocado. Ele ainda tem tempo de ajeitar a bola, mas na hora de bater, manda por cima do gol.

Perdemos por 3 x 2, mas tive chande de fazer um gol depois de um "bololo" na área. A partida foi contra um selecionado de São Miguel dos Milagres. Graças a Deus não fui o "bola murcha".

As imagens foram gravadas por minha filhota do coração, Evinha. Junto com a mãe elas fazem a narração ou reclamação de cada lance.

Só o hino para acalmar corações alvinegros



Vamos todos orar numa só voz, no bar mais próximos que estiver passando Botafogo x Palmeiras. O jogo de nossa vida na primeira ou que definirá nossa entrada na segunda.

Que São Biriba - o cachorrinho pé quente da década de 50 - volte a agir sobre nós.

*"O inimigo mais perigoso que você poderá encontrar será sempre você mesmo." * – *Friedrich Nietzsche*, filósofo.



Gostou? Então clica aqui e escuta mais!

quarta-feira, dezembro 02, 2009

Papagaio de pirata na TV




A Televisão é um bicho esquisito. Se finge de morta para pegar o coveiro, mesmo!Na terça-feira, eu que sempre procuro ficar fora das lentes, me vi numa saia justa. Tava lá, plantado em pé e sendo filmado.

Ao todo a aparição não demorou mais de 15 segundos. Mas, puta que pariu, vai ter audiência assim no inferno. Nesta quarta-feira vive meus segundinhos de fama. Simplesmente uma funcionária da secretaria onde atuo foi logo dizendo: "vi o senhor na tv"!

Como não tinha visto a repercussão do material feito na Semed, deu logo aquele calafrio. Putz! Fui filmado. Em tempos de flagrantes de dinheiro na meia, na barriga e até oração da corrupção, me assustei com a idéia. Lembrei que fiquei no enquadramento porque era o responsável pelo cerimonial da reunião, que discutia a violência nas escolas.

Em seguida fui assimilando a tarefa árdua de ter sido o papagaio de pirata da reportagem. Precisa fazer isso porque na TV invetavelmente alguém tiraria onda. E foi o que ocorreu.

Quando cheguei para trabalhar, no segundo horário, o repórte cinematográfico, Arlindo Chagas, o "Arlindinho" foi logo gritando: "papagaio de reportagem!!". Aí já tava mais equilibrado e respondi: "A culpa foi de quem filmou". Coincidentemente era o Mariano, tão flamenguista quanto Arlindinho que decidiram tirar sarro da minha cara por conta da crise botafoguense.

Como não olheio para a câmera parecia querer me esconder ou que esta triste. E em tempos de ameaça de rebaixamento a alusão ao Fogão é sempre impossível de ser dissociada.

Planeta Fusca

Cresci andando de fusca. Foi o xodó do meu pai. Depois que faleceu, em 1989, herdei o carrinho quando tinha 17 anos. Foi uma aventura. O motorista lá de casa era eu. Mercado, praia, supermecado, enterro, festa em família...tudo era comigo e o fusquinha.

Ele ficou comigo até a formatura. Depois de alguns anos foi quebrando, ficando parado, empoeirando, até que minha o vendeu para uns parentes nossos.

O compromisso era de não venderem a mais ninguém, a não ser nós mesmos. Mas o carrinho tá rodando por Delmiro Gouveia.

De uns tempos para cá, mesmo lembrando das quebradeiras e venhonhas básicas, ando com saudades do fusca.

A internet tem muita coisa sobre fuscas. São clubes, peças, exposições, relatos e muito mais. Um dos meus favoritos é o Planeta Fusca. Foi lá que encontrei essa foto louca aí. Trata-se de uma alemão ocidental, que no dia da queda do Muro de Berlim comprou o carro de dois orientais que acavam de deixar o lado comunista.

Sem ter o que fazer plantou uma árvore por entre o parachoque trazeiro. O resultado é isso aí. Um tronco segurando o fusca pelo rabo há vinte anos. Eu disse anos!

Os domingos não serão mais os mesmos

A morte do locutor Luiz Lombardi Netto 69 anos foi encontrado morto em sua casa. Há 40 anos sendo a voz misteriosa do Programa Sílvio Santos (SBT), Lombardi se enternizou pelo bom humor e o profissionalismo.

Como parte do sucesso de seu trabalho estava sua dedicação e a proteção a sua imagem. Somente depois de sua morte é que foi liberada sua foto. Fazia parte do contrato manter o clima de suspense sobre sua identidade.

A estratégia deu certo. Assim como todos os brasileiros e fã de rádio sempre quis saber quem era o Lombardi. Uma vez, nos anos 90 uma foto sua foi publicada no jornal Folha Universal, da Igreja Universal, da qual Lobardi era membro.

O amigo e patrão Sílvio Santos suspendeu todas as gravações de seu programa. Ainda não é certa se haverá programação normal no domingo.

O famoso "Oi Sílvio!!" agora fica eternizado nos corações e mentes dos brasileiros. Aos poucos vamos ficando órfãos das vozes famosas da mídia brasileira.

terça-feira, dezembro 01, 2009

Quando o gol...



O gol é o momento mágico do futebol. O balançar das redes parece canção de ninar para os ouvidos dos torcedores. Quando ele vem de modo magistral além do grito de gol fica o grito da perplexidade. Foi assim com o gol de Diego Souza contra o Atlético-MG, quando o Palmeiras goleou por 3x1.

Após um rebote Diego mandou uma bomba, sem deixar a bola bater no chão. O chute percorreu meio campo e parou nas redes. Um digno gol de placa. A direção palmeirense reconheceu isso e vai homenagear o atleta.

Abaixo um exemplo de quando tudo dá errado. O cara se confiou e dançou. Só o futebol é imprevisível.

Zé e a Fé


José de Alencar. Esse nome já entrou para a história. Nunca na história do país um operário havia se aliado a um empresário numa chapa eleitoral. Mas isso foi quebrado com eleição de Lula e seu vice, o nosso Zé.


Antes de quelquer coisa Zé é um cara de Fé. Não se permite tombar diante do câncer que ataca seu intestino e estômago. Na semana passada estava em Fortaleza para ser homenageado.
Emocionado e feliz com a lembrança emocionou a todos. Com seu jeito cordial falou de sua luta e principalmente da fé que tem em sua cura. Aproveitou e falou da regressão de alguns tumores.


Independente do resultado dessa batalha, Zé de Alencar já é vitorioso. Ao lado de Lula mudou, pelo menos no perfil político, o cenário nacional. Vai dexiar sua marca.
Creio, porém, que a principal já ficou. Zé um brasileiro e como diz o comercial "o brasileiro não desiste nunca".


___________________________________________

Tive a informação da homenagem ao presidente no blog http://ligadaserrinha.blogspot.com/ que é produzido pelos colegas cearenses. Tenho o prazer de telos acompanhando as loucuras e viagens que escrevo aqui. Abraço a todos e muito obrigado pela referência.

sexta-feira, novembro 27, 2009

Mais um


"Mais um ano que se passa...envelheço na cidade", cantava a banda Ira nos incríveis anos 80. Pude viver para ouvir esse e outros refrões que me acompanham ao longo dessa vida. Um deles foi de uma música do 14 Bis: -"Nossa linda junventude, página de um livro bom".

E assim estou aqui, aos 3.7 flex em algumas coisas, mas firme e impulsivo em outras. Com o couro sem ser cabeludo, aonde sobrou pelos surgiram os brancos. Me lembro que quando era pequeno, branco era sinônimo de velho. Agora que o velho sou eu o texto mudou para "mais experiência".

Pois é! Agora é hora de fazer valer a experiência. Tirar o pé do acelarador foi necessário. Entrar no orkut também. É! Quem não fizer isso tá fudido. Ninguém vai lembrar do seu aniversário. A vida tá passando muito rápida. As pessoas não têm tempo para se preocupar com as outras.

Aliás, com porra nenhuma! Basta ver nossa omissão com o meio ambiente.

Nos anos 80 era diferente. As festas se chamavam assalto, mas não eram sinônimo de violência. Mas sim de uma festa organizada de última hora na casa de alguém. Era muito legal. Sou do tempo das festas na casa do Batata, lá na Jatiúca. No final da rua tinha a venda do Seu Nil, que vendia um flau massa da porra.

Adolescente é foda. Ia para a praia com os pés descalsos por cima do meio fio. Palmar na mão e a vontade de escalar as paredes do Posto 7 e do Bem - em Cruz das Almas.

Como o tempo passou. O bom é que estou aqui para contar. Pelo menos do que me lembro. Por falar nisso sou agradecido pelos que lembraram de mim, mesmo que orkutianamente.

Obrigado a todos e a todas!

segunda-feira, novembro 23, 2009

Botafogo: esse nosso amor




E ninguém cala...


Tem coisas que só acontecem com o Botafogo. A frase é velha, chata, incômoda mas perfeitamente integrada ao DNA e espírito alvinegro. Com a gente é difícil, mermão! A felicidade, a explosão do gol e a sensação de gozo, só vêm depois de muita dor. Para não dizer desespero.

Domingo tudo isso junto estava no caldeirão que se forma nos corações botafoguenses em qualquer rincão do país.

Quis o destino que nossos três gols, de virada, contra o São Paulo fossem comemorados em todo o Brasil pela maioria do povo brasileiro. O Brasil ontem era Botafogo...kkk Impensável isso, né!? Mas explico. É que como a vitória o Fogão atrapalhava a pontuação do Tricolor (São Paulo), os Urubus –digo Flamengo- só teriam que vencer para se tornarem líderes.

Pois é! Tinha um só...no meio do caminho (ou melhor dos 90 minutos de partida). O desdém e a prepotência tão comuns aos rubronegros, ontem, foi a maior dor de cabeça. Foram eles quem comemoraram os gols do Botafogo. Aliás só tiveram chance de gritar gol para nós.

Diante de um Maracanã lotado – com o maior público do campeonato – 78 mil torcedores viram o time não sair o 0x0 contra o Goiás. O time do Fernandão, lembra. Aquele que era do Internacional campeão do mundo.

Ninguém do Fla lembrava do Fernandão. A palavra de ordem era Imperador! Ô, ô, ô, ô – imperador voltooooouuuuuu!

Se bem que o Fernandão não fez nada na partida. Nem o Adriano. Como sua majestade em alta, quando notou que a marcação não o deixaria fintar, atraiu a marcação e tocou bolas. Isso não o impediu de ser o Bola Murcha do domingo. Não me esqueço do gol que ele perdeu dentro da pequena área depois de um centro de direita.

Mas vamos ao que interessa. Nunca os gols do Botafogo foram tão comemorados. Para nós alvinegros o grito vem seguido de uma ângustia com gosto de lágrima! Ontem, além disso tudo, vinha com o desejo da “Nação Rubronegra” como se intulam os caras. A cada gol do Botafogo que precisava vencer para se afastar da Zona os flamenguistas vibravam no Maracanã.

Uma cena incrível. Só que quando a bola rolou para eles, depois das seis, o time não rendeu. Não teve quem fizesse o santo baixar no gramado para poder mandar a bola para as redes. Adriano – o Imperador- para mim, foi o bola murcha do domingo. O cara teve a chance de matar a partida quando recebeu um cruzamento e- dentro da pequena área, cara a cara com o goleiro...mandou por cima. É ou não é bola murcha?


Depois disso a torcida silenciou. E aí só se ouvia no Brasil.... E ninguém cala, esse nossoa amoorrrr e é por isso que eu canto assim por ti fogoooooo!




quinta-feira, novembro 19, 2009

Pra quebrar o baixo astral: O traficante gay



Muito boa essa apresentação. Sem falar que ocorre no Rio. De repente os cariocas vivem anestesiados com notícias ruins, aí entra um cara com esse personagem. É para quebrar.

quarta-feira, novembro 18, 2009

Receita caseira

Há quem com o tempo enjoe da mesma coisa todo dia. Para os "traíras" e puladores de cerca, a "comida caseira" com o tempo perde o tempero. Pois bem, se isso vale para a vida, na linguagem do futebol pode ser diferente.

Pelo menos é o que a credita a direção do Clube de Regatas Brasil, o CRB. Eles apostam em 14 jogadores da base do clube, recentemente campeões do Sub-20. Estrela mesmo, só as que irão pairar no céu da Pajuçara.

A "garotada" como se convencionou chamar os novos profissionais já começou a treinar. O autor da maioria das contratações, o dirigente Miguel Moraes. Ele lembrou que no Campeoanato Alagoano deste ano o CRB eliminou o CSA, seu maior rival, com seis jogadores da base em campo.

A política adotada gera desconfiança porque só surgiu depois das "cabeçadas" financeiras. Mas, na prática, parece ser a mais acertada. Para não dizer a única saída. Os olhos se voltam para o campo. Nele, entre espinhas e brincos, gente com talento e outros que estão lentos.

Os sábios dizem que é o início do trabalho. Vamos esperar.

segunda-feira, novembro 16, 2009

A loira do vestidinho


Nunca um vestidinho deu tanta polêmica. Nem nos anos 60.
Os estudantes da Uniban, a universidade do Talebam - como diz Datena, criaram uma estrela.
Desde o dia em que foi vaiada, hostilizada e quase apanhava de homens e mulheres a estudante Geisy Arruda não para de aparecer.
Agora, depois de quase levar um cassete da galera, foi parar na Globo com a galera do Casseta.
A única exigência foi a de que ela utilizasse, novamente, o vestidinho vermelho que provocou a reação "irada" de seus colegas de faculdade.

Azul e Vermelho, o bar

Ou simplesmente Red and Blue. Assim se chama o bar do ex-ídolo regatiano e azulino Júnior Amorim, que a partir de agora vai atuar noutra praia. A casa será inaugurada nesta terça-feira, na Av. Amélia Rosa.

Antes deste novo momento, os críticos e "olheiros" de plantão costumavam dizer que Amorim era visto nos points da cidade.

Agora, tem o seu. O local é privilegiado e fica próximo de outro empreendimento da família. Me refiro ao salão de beleza de sua esposa.

Amorim espera ter a mesma sorte dos gramados, nos negócios. Em campo a bola sempre o procurou, talvez por conta de seu talento e garra. Atrás de um balcão ou do caixa, Amorim que soube atacar vai ter que saber se defender dos "fiados".


Como foi ídolo tanto no CRB, quanto no CSA saberá, com habilidade, lidar com os chatos de plantão.

Para os azulinos e a história do clube, Amorim vai deixar o belo gol que eliminou o Santos da Copa do Brasil. A jogada repercutiu em todo o país.





quinta-feira, novembro 12, 2009

Polícia no sangue



A quinta-feira, 12 de novembro, será lembrada com mais um fato grotesco e sangrento. Morreu o policial civil, Anderson Silva. O homem que tinha a polícia no sangue, tombou durante a tentativa de evitar um assalto a agência da Caixa Econômica, no Centro de Maceió. A imagem de sua queda, com dois tiros na cabeça são chocantes.

A outra vítima foi o vigilante Aldessandro da Silva que levou um tiro na nuca.


A violência tragou mais um. Não um qualquer, o policial Anderson era um dos melhores. Instrutor de polícia realizava treinamentos para policiais federais. No Tático Integrado Grupamento de Resgates Especiais (Tigre), se destacou em várias operações de resgate de vítima e "estouro" de bocas-de-fumo. Anderson era assim.


Hoje, mesmo sem farda e de folga, falou mais alto sua alma de policial. Durante a tentativa de conter os bandidos foi surpreendido. Quem o conhecia sabia de sua coragem. E não era numa situação como a de hoje que se omitiria.


A coragem de Anderson vem de berço. Seu DNA é carregado com a disposição para a luta e falta de medo herdada de seu pai, o jornalista Laerson Silva. O ato heróico de seu filho, infelizmente, não terminou como nos filmes. -Com o bandido preso e ninguém ferido. Na vida real a fúria dos tiros matam.


É com pesar que deixo esse registro. Peço aqui forças à Deus para a família do Anderson. Só ele pode lhes dar o conforto necessário.





P.S. Me desculpem ter ficado ausente. Mas é que quando criei esse blog só queria falar abobrinhas nas horas de ócio. A violência, porém, tem tirado minha inspiração. Não dá para nos anestesiarmos dos gritos de pânico e de dor. São milhares de famílias enlutadas.

segunda-feira, novembro 09, 2009

Final estrelado

Um final de semana estrelado. O Botafogo venceu e com moral. Agora só faltam tres pontos para confirmamos a permanência na Primeirona. Ufa!!!

O final de semana foi tão legal que até eu fiz gol. Foi diante do selecionado de S. Miguel dos Milagres que enfrentou o time da Gazeta. Perdemos por 3x2, mas deixei o meu lá. Não vou falar dos dois que perdi...essa pula!

Viva o ócio!

sexta-feira, novembro 06, 2009

Blue Uchôa

Marcos Uchôa no Blue Man Group. Será??? O cara preenche todas as caracterísicas. Pouco cabelo, é internacional e nunca entra pelo cano. Além disso é poliglota. Tudo que interessa aos homens azuis que viajam o mundo.




quarta-feira, novembro 04, 2009

Esporte perde Dalvan, o melhor meia do Vôlei alagoano


Um trágico acidente vitimou o ex-jogador de Vôlei, Dalvan Gama, 54 anos (Foto Agência Alagoas). Considerado um dos melhores atacantes de meio-de-rede ele era ídolo de uma geração de atletas nos anos 70. A fama e o poderoso ataque o projetaram para dezenas de convocações de selecionados alagoanos e até a Seleção Brasileira.

Atualmente trabalhava como funcionário público no Sistema Prisional Alagoano. Dalvan era o responsável pelo Projeto Pintando a Liberdade. Na manhã desta quarta-feira ele perdeu o controle de seu veículo após sobrar numa curva. O carro caiu num rio em Murici. Dalvan estava com a esposa que conseguiu se soltar do cinto, mas acabou preso e morreu afogado.

Sua morte repercutiu no meio esportivo alagoano. No período da tarde muitos amigos se juntaram a dor dos familiares e foram até o Instituto Médico Legal (IML).

O ex-jogador não se distanciou totalmente do esporte. Era integrante do quadro de árbitros de voleibol do Estado e era figura certa nas competições oficiais.

De minha parte guardo boas lembranças do jogador brilhante e extramamente veloz. Mesmo acima do peso, segurá-lo num bloqueio era tarefa para poucos. Lembro-me o quanto sofria quando nosso time juvenil o enfrentava em partidas amistosas no Ginásio do CRB. Numa destas, por pouco, não fraturei um dos dedos.

Que Deus possa lhe dar um bom descanso!

Valeu mestre!

Capas inesquecíveis




A música é um negócio muito louco. A busca pelo sucesso faz o ser humano criar cada coisa. Olha só a capa que eu encontrei vasculhando por aí. Não resisti e trouxe para cá. Não vale tirar onda porque os caras estiveram nas paradas do passado. Agora, a criatividade na montagem do disco foi algo um pouco além do normal.
Curtam!
E quem tiver outras pérolas assim podem me mandar.

terça-feira, novembro 03, 2009

Produção e pluridade de idéias



Em meio ao caos social e administrativo Alagoas conseguiu organizar uma gigantesca feira de livros. Mais do que isso a IV Bienal Internacional do Livro está sendo um dos espaços mais plurais já criados no Estado.





A grandiosidade do evento tem atraído milhares de pessoas para conhecer o que há de novidades na cena literária. Paralelo as atrações do mercado editorial dezenas de palestras , oficinas e mesas redondas estão previstas. Entre os destaques Jessié Quirino, o professor José Marques de Melo e o jornalista Audálio Dantas.




No meio de tantos famosos estão lá os trabalhos dos participantes do projeto "Autorretrato" desenvolvido pelo jornalista Waldson Costa. Ele atua como repórter na sucursal de O Jornal, em Maragogi. Entre uma andança e outra descobriu o interesse das crianças pela fotografia.

A partir daí conseguiu articular um projeto com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e espalhou câmeras em Penedo, Maragogi e Pão de Açúcar. O objetivo era fazer os pequenos se olharem e se reconhecerem como protagonistas de suas histórias. Além de lhes dar a chance de que pudessem olhar para os locais onde moram de outro modo. Um jeito mais poético.



O resultado é uma gigantesca exposição na Bienal, onde os trabalhos saltam aos olhos. Desde que soube da idéia me encantei. Quando vi a matéria feita pelo companheiro João Dionísio, no jornal Tribuna Independente, simplesmente vibrei.




Wadson conseguiu unir vontade e desejo tudo ao lado de voluntárias que rodam o final de semana até os vilarejos. São eles quem fazem oficinas e dão os primeiros toques de como operar com a câmera. O resto é com a galera que vai para rua para buscar rostos, situações e paisagens.


A resposta das crianças tem sido surpreendente. Incrível o que está sendo produzido. Uma lição para nós moradores da capitá. Estamos diantes de novos poetas visuais. Quem quiser votar no melhor trabalho pode entrar no site http://www.retratonordeste.blogspot.com/ .





Camarada valeu pela idéia e a execução do projeto.
Sucesso, sucesso e sucesso!

quinta-feira, outubro 29, 2009

O pesadelo


O governador Téo Vilela não é o Freddy Kruegger, mas é o pesadelo do servidor alagoano. Que o digam os servidores da educação que tiveram os salários cortados. Tem gente passando fome, pedindo ajuda a parentes e outros em depressão. É o jeito tucano, neoliberal de administrar. Tolerância zero!


Outro pesadelo imposto pelo governo é vivido pelos os companheiros jornalistas que atuam no Instituto Zumbi dos Palmares (IZP). Depois de aprovados em concurso público convivem com equipamentos sucateados, falta de incentivo para o trabalho e cargos vagos. Isso acarreta na sobrecarga de trabalho e baixa qualidade na transmissão.


Até hoje, só para exemplificar, quem mora no Tabuleiro - parte alta da capital- não consegue receber o sinal da emissora. O detalhe é que entre os aprovados existem grandes profissionais que aos poucos têm perdido o estímulo.

segunda-feira, outubro 26, 2009

A difícil missão de ser atleta num Estado deficiente




Os atletas Rosinha Santos, 37 anos e Jonathan de Souza, 19 anos estão os destaques da equipe alagoana que embarca para o Campenato Brasileiro Pára-Olímpico, em Porto Alegre, neste final de semana. Juntos e com o apoio incondicional da professora Walquíria são exemplos de superação.




Rosinha foi medalhista de ouro em Sydney e Athenas (arremesso de peso e disco). Agora, no Pára-Panamericano, na Colômbia, Jonathan bateu o próprio record no arremesso de disco (36,81cm) e peso (11,29cm).




O que era para ser um orgulho para Estado acaba se revelando uma gigantesca vergonha. Tanto um quanto o outro competem representando o Instituto Superar, do Rio de Janeiro. Tudo porque em Alagoas não conseguem nenhum apoio governamental ou da iniciativa privada.



Apesar de reconhecerem a deficiência alagoana não tiram o sorriso do rosto. Quando falam do esporte se emocionam e contagiam quem está ao lado. Comigo não foi diferente. Diante de tanta história de superação não resisti e pedi para ser fotografado ao lado deles. Não bastasse a simpatia Jonathan ainda colocou as medalhas no meu pescoço.


Um abraço para vcs e sucesso nas futuras competições.

Bota peca e Imperador não perdoa




O último clássico, de 2010, entre Botafogo e Flamengo foi ruim para o glorioso. Sem objetividade os ataques alvinegros esbarraram no goleiro Bruno. Até penalti nos demos ao luxo de perder. Aí, não tem como. Tanto que na única chance criada, o imperador Adriano não vacilou e mandou para dentro do gol. Flamengo um a zero. E foi só!

No segundo tempo cansamos de perder gols. Até a chance do penal ficar nos pés de Lúcio Flávio. Em seguida nas mãos do goleiro Bruno. Foi um fiasco! E o pior é que tudo isso na casa do Botafogo, o Engenhão. E no futebol é lógico...quem não faz...permanece na zona de rebaixamento.

Lamentável! Ainda bem que dessa vez não fiz nenhuma aposta...

quinta-feira, outubro 22, 2009

Marcelo é mais um alvinegro que ama o Botafogo



Amor, dedicação e muita supertição. Essa é a sina dos torcedores do Botafogo. O porteiro Marcelo encarna bem isso. Na partida da última quarta-feira, à noite, entre o Glorioso e time do Serro Porteño - no Paraguai- ele era a imagem da mandinga.

Vestindo a camisa do Bota, ele ainda se abraçava a bandeira do clube, porém, sem esquecer um galho de arruda na orelha e uma imagem de Nossa Senhora Aparecida na mão. O sorrido largo, antes do jogo trazia no fundo a esperança de um resultado favorável.

Quando a bola rolou Marcelo sofreu, rezou, fez careta apertou a santa, mas não teve jeito. O Bota perdeu por 2x1. Claro que o juiz ajudou o time do Paraguai descaradamente. Isso é outro papo.

Pior para o porteiro que encarou alguns vizinhos rubronegros. Um deles o autor da foto, o editor de fotografia e repórter fotográfico, Ricardo Ledo.

Agora, assim como eu e outros milhões de torcedores Marcelo é alvo de mais gozações. Como o Bota joga com o Flamengo, no próximo domingo, advinha de onde vinheram as principais piadinhas??

Sorte Marcelão. Não perca a fé e, principalmente, o amor pelo Botafogo. Saiba que você não é uma estrela solitária. É no brilho de seu sorriso que se esconde nossa esperança.

Saudações Alvinegras!

quarta-feira, outubro 21, 2009

Jornalista leva cagada durante flash para tv



Dizer o que?? Foi uma merda mesmo... O cara ficou sem condições de concluir a informação. Aí foi que a merda ficou pior porque ele acabou dando mais importância ao fato, ou melhor, as fezes. Difícil a vida de repórter de tv.



Já no Brasil a coitada da apresentadora Mônica Filgueiras, da Globo Recife, levou foi uma cacetada durante telejornal. Ao contrário do colega português seguiu enfrente como se nada tivesse acontecido.
http://www.youtube.com/watch?v=c10Hru5RKpM&feature=player_embedded

Acidente de trabalho



Finalmente entendi a função do cordão no short. E, principalmente, a de uma cueca extra. Nada de confiar apenas na rede interna.

terça-feira, outubro 20, 2009

Mais uma do homem de Pau Grande




Para quem não sabe me refiro ao Mané Garrincha. Conversando informalmente com meu brother de batente, Carlos Nealdo, ele falou algo interessante. Disse que o famoso "drible da vaca" também é uma invensão dele.

Não sabia dessa...ou pelo menos não lembrava de ter ouvido isso. Mas, segundo Nealdo quem bancou a informação foi o jornalista e apresentador, Luciano do Valle. Ao comentar o assunto lembrou de uma entrevista onde Mané disse que treinava em Pau Grande (Rio de Janeiro) driblando as vacas.

Ou seja, jogava a bola pela lateral e dava um balão nos animais. O mesmo que eternizou em campo. Demais não!

É por isso que gosto de futebol. Entre as coisas menos importantes ele é a mais importante.

Valeu Néééééééééééééééé - aldo!

segunda-feira, outubro 19, 2009

Maré não está para peixe...ou melhor, para Helicoptero

Foto Cláudia Galvão (AL24h)



Desde pequeno ouço que a aviação é um dos meios de transporte mais seguros que existem. Acho que era. Digo isso porque, dois dias depois da aeronave da PM do Rio foi abatida a alugada pelo Governo de Alagoas caiu.

Aliás, caiu não fez um pouso forçado. Se alguém souber a diferença, por favor me corrijam. Até onde se sabe ninguém morreu, nem ficou gravemente ferido. Já o helicoptero, um modelo Schweizr 300C, esse não presta para nada.

O acidente ou incidente, aconteceu na Via Expressa, na capital Maceió. Segundo o site www.alagoas24horas.com.br estavam na aeronave o capitão Márcio Henrique de Assunção, 41, e o piloto tenente-coronel Antônio Soutto do Carmo Júnior. Ambos tiveram ferimentos leves.O helicoptero é usado pela Defesa Social de Alagoas.

Há quatro anos uma outra aeronave, também alugada pelo Governo do Estado, caiu na Lagoa de Mundaú.Ninguém morreu.

Agora, o Governo Téo Vilea já tem algo em comum com o de Ronaldo Lessa. Em ambas as gestões caíram helicopteros.Parabéns aos dois! Uma hora agente decola.

O detalhe é que um outro modelo usado pelo governador apresentou uma pane e não levantou vôo no início do ano, em Delmiro Gouveia. O vídeo já havia sido posta aqui no blog.

Rio: cidade desespero

Passada a euforia da conquista do Rio de Janeiro como sede olímpica - a realidade voltou a assombrar. Até nisso o Lula levou sorte.

Desde sábado o Brasil vê estarrecido a queda de um helicoptero da PM que fora abatido quando sobrevoava o Morro dos Macacos.A queda e a explosão em seguida deixou dois PMs mortos. Um terceiro morreu hoje em consequencia das queimaduras.

Longe de ser cena de ficção ou ainda treino para os jogos - tiro ao alvo em movimento - o fato é mais uma prova da falta de controle do Estado do Rio sobre o poder do tráfico.

Em entrevista a cúpula da polícia - baseada no serviço de inteligência - classificou que a morte de três trabalhadores era por conta de seus respectivos envolvimentos com o tráfico.

A Rede Globo provou, depois de uma rápida investigação, que as vítimas foram executadas a sangue frio por traficantes. Para os familiares o pronunciamento do Governo do Estado foi tão cruel quanto os disparos covardes.

Hoje, vasculhando a rede encontro uma notícia de que estão oferecendo R$ 12 mil para quem der pistas dos atiradores.

Ora! Será que não era mais fácil remunerar melhor os militares e premiá-los por prisões antes de episódios como este??

domingo, outubro 18, 2009

O céu está em festa




O céu está em festa. Uma de suas estrelas mais rebeldes completa 75 anos. Aqui na terra - recebeu o nome de Mané, mas se eternizou como Garrincha - nome de ave. Com suas pernas empenadas, entortou muitos zagueiros.


Figura complexa fora de campo, dentro dele era imbatível. Deixou saudades aqui na terra para brilhar na seleção celeste. Ô Mané! Nunca o vi jogar. Só te conheço por fotos ou vídeos na internet, mas por conta de meu amor pelo Botafogo parece que tu é da família.


Me lembro de meu pai falando de vc. Ironicamente ele também se chamava Manoel e tinha um leve defeito numa das pernas. Nunca o vi se referir a Garrincha de forma triste. Sempre tinha um sorriso quando contava suas peripécias. Sem querer descobria ali que o verdadeiro Mané era a alegria do povo.


Hoje - por conta do destino- não tenho os dois Manés. Em meio a minhas viagens psicodélicas creio que meu pai se juntou a Garrincha. Pelo menos para trocar boas risadas. Acredito que no céu deve ter um espaço dedicado aos botafoguenses. Uma espécie de camarote vip destinado aos homens bons e simples.


Salve o Mané do mundo e o Mané que viveu no meu mundo.






sexta-feira, outubro 16, 2009

Blogosfera...só tem feras

A blogosfera alagoana está em alta. Já que no mundo real continuamos sendo o que sempre fomos, no cyberespaço evoluímos bastante. A novidade, porém, envolve a entrada do veterano e "medalhão" Mário Lima.






Jornalista há 23 anos ele decidiu entre um byte e outro contar, a seu modo, como anda a realidade. Com textos vibrantes e com palavras vivas meu irmão alvinegro está no ar.


No blog Estrela Solitária - http://mariolimareporter.blogspot.com/ - ele garante irá apresentar novidades sobre suas andanças aqui e por aí. É com imensa alegria que irei acompanhá-lo.


Por meio de seu espaço descobri outras duas boas notícias. A primeira foi a descoberta do blog da jornalista e advogada, Telma Elita.

A segunda foi o blog da também jornalista Jamylle Bezerra. Essas duas figuras conquistam pela originalidade dos textos e uma observação incomum do mundo. Nada escapa de seus olhares.


Por isso também indico essas espaços. Sucesso a todos.

quinta-feira, outubro 15, 2009

Novidade na web


Tem novidade no mercado jornalístico.
O site http://www.tendenciasenegocios.com.br/ estreou com o "pé direito". Há uma semana no ar, traz matérias artigos sobre economia da Região Nordeste. A articuladora do projeto é a jornalista e editora do Jornal Gazeta, Vitória Alcântara.
Para dar conta do projeto ela conta com as também compententes jornalistas: Carla Serqueira, Acássia Delié, Mariana Vilela, Paula Félix e Clarissa Veiga.
Sucesso para as companheiras.

Tem rock em dezembro


Alagoanidades são um pé no saco




Para quem mora fora de Alagoas acha que aqui tudo é uma beleza. De fato, se só olharmos para o mar isso se concretiza. Mas é bronca ser daqui. Quem é da capital Maceió tem acesso ao melhor pedaço do Estado.

Mas é na capital que os lances mais loucos e inesplicáveis acontecem. Basta ver o seguinte. De repente não temos nada. Aí surge um projeto para a construção de um estaleiro, em Corururipe. Dizem, as más e boas línguas, que vai empregar gente pra caramba!

Enfim... Só que descobriram que o dono da empresa que vai fazer a obra está sendo investigado pela Polícia Federal. O fato é sério pois envolve corrupção. Logo, por si só, já merece ser divulgado. Aí chega o governador do Estado, Teotônio Vilela, e faz uma defesa explícita do empresário. Em resumo Téo acredita que se o cara é investigado, mas vai gerar emprego - dos males o menor. Pode??

Só aqui é claro.

Quando partimos para o legislativo a situação não é das melhores. O grupo de deputados que passou a ser identificados como Taturanas, em homenagem a Operação Polícia Federal que descobriu um rombo de R$ 290 milhões, agora, criticam a gestão da atual mesa diretora da casa. Pode?

Como na política não tá dando, vamos falar de futebol. Vixe! Piorou...

De um lado o CRB (vermelho) - contrata verbalmente um treinador (Elenilson Santos) que após dar entrevista cai antes de assumir. Entre o disse-me-disse...o clube ficou sem treinador e ainda perdeu seu maior ídolo, o ex-jogador Joãozinho Paulista.

Detalhe: Joãozinho vinha sendo prometido-desde que salvou o time de cair para a 4º Divisão-que seria o futuro técnico. Resultado: levou uma rasteira.

Se olharmos para o maior adversário do clube o CSA (azul) os problemas continuam. Depois que o ex-candidato Euclides Mello abriu mão, por ver que não era unamidade, apareceu Jorge VI. Ele vai e entrega nomes numa lista para compor uma chapa. Agora, os nomes estão sendo mudados porque a repercussão foi negativa.

Finalmente...para quem conhece Alagoas...o que está andando, hein???

quinta-feira, outubro 08, 2009

Piada


As castas



Depois da novela "Caminho das Índias" o brasileiro descobriu o que é casta.

A vida como ela é...

Quando li e depois assisti as versões da Globo para os contos de Nelson Rodrigues - parecia que todos os dramas da vida moderna brasileira já tinham sido expostos. Assassinos, cornos, funcionários relapsos, amantes, entre outros.

Na coluna diária "A vida como ela é" Nelson explorava tudo.

Mas aí o tempo passou. A ficção virou realidade muitas vezes. Agora, porém, é realidade quem supera a ficção.

Atos bestiais contra a vida humana estão explodindo todos os dias. Entre os mais odiosos está a pedofilia. A agressão sexual contra crianças é algo inaceitável até no inferno. Acredita-se que os agressores de hoje são os molestados do passado.

Mas, existia tanta coisa assim?? É incrível! Semanalmente os casos vão se acumulando. Nossa indignação, protesto e revolta não encontra eco para encontrarmos uma saída.

Enquanto isso não pais e parentes vivem a apreensão e a dor das famílias atingidas por essa doença do comportamento. Ter atração sexual por uma criança rompe qualquer limite aceitável. É criminoso, horrendo e imcompreensível.

O que fazer para descobrir um pedófilo antes de cometer algum crime? Há saída?

Até onde sei não. Ouvi o psicoterapêuta Flávio Gikovate - na CBN- falar sobre o tema. Segundo seu relato não se sabe quem são os pedófilos. Eles são pessoas como nós. Estão nos mesmos lugares que nós. Só que enquanto nos encantamos -sexualmente com adultos - eles estão processando essas informações com crianças.

Dor
Ontem (quarta - 7) vi o efeito brutal de um crime sexual seguido de assassinato. Duas crianças (Jaciara e Cassandra) foram abusadas e estranguladas. A dor dos pais e parentes ao descobrirem a história foi massacrante.

Não houve como não se comover. A imparcialidade era rompida com lágrimas nos olhos. Os gritos da mãe e o desespero do pai doiam na pele dos que também tinham filhos. Era desconfortante a cena.

Ao mesmo tempo o povo vivia uma explosão de ódio. Queriam estraçalhar o acusado. As pessoas partiam para cima da polícia. Enfurecidos por pouco não radicalizaram e colocaram o carro da polícia de pernas para o ar.

Mas, e aí? É assim que se resolve? Matá-lo agora serve de alguma coisa? E o que fazer com todos os outros que virão?

Há uma discussão de que os pedófilos podem receber injeção química para perderem o desejo. É uma das alternativas que circulam no Congresso Nacional. A medida é adota nos Estados Unidos. Por isso acreditam que se lá funciona aqui vai ser o mesmo.

Outra medida seria colocar pulseiras eletrônicas para localizar, diariamente, onde estão os pedófilos que venham a ser identificados.

Siceramente não sei como pensar mais sobre estes casos. O que mais me estarreceu é que acredita-se que certa de 15% de toda a população mundial manifesta comportamento pedófilo. O que fazer??

quarta-feira, outubro 07, 2009

Campanha


Se beber não dirija. Você pode acabar abraçando o poste...

Paradinha de Didi acaba de ser proibida

O craque Didi - do Botafogo, Real Madri, Fluminense- foi o inventor de dois lances eternizados no futebol tupiniquim.



O primeiro deles foi o chute conhecido como folha seca. Uma batida com jeito na redondinha capaz de fazê-la ganhar um efeito em arco e driblar a barreira. O destino era certo: o gol.



O toque era dado com a parte externa do pé - os três dedos.




O outro lance foi a paradinha na hora de bater o pênalti. Depois de 43 anos a Fifa proibiu o artifício usado pelos batedores para tirar os goleiros das bolas.