sexta-feira, outubro 24, 2008

Ex-diretor da TV Gazeta e TVE morre no Rio


O jornalista Carlos Zigmund Kislanov, ex- editor da TV Gazeta, morreu no Rio de Janeiro vítima de um problema no intestino. Ele passou mal no dia 9 de junho e ficou internado, em coma, até que no dia 10 não resistiu e faleceu.


Kislanov passou por Alagoas, no início dos anos 80, para atuar no iniciante jornalismo da TV e fez muitos amigos, entre eles José Feitosa, Manoel Feitosa, Paulo Omena, Bartolomeu Dresh entre outros.

Zig como era carinhosamente chamado pelos amigos também foi o primeiro diretor da TVE Educativa de Alagoas.


Atualmente, o jornalista que completaria 50 anos em novembro trabalhava como editor do site Raia Leve especializado em Turff. No dia em que passou mal ele transmitia uma corrida. Levado para o hospital ficou internado, mas não resistiu.


A morte de Kislanov não teve repercussão em Alagoas. Porém, no Rio de Janeiro, provocou sessões solenes e notas de pesar no Legislativo Municipal e Estadual. Em Brasília, tanto na Câmara dos Deputados, como no Senado Federal ele foi homenageado.


Como era uma autoridade no Turff pode ter uma raia dedicada ao seu nome. Desde o dia da morte até hoje vários prêmios já foram dedicados a sua memória.

Obs. Agradeço a Cidinha Madeiro por corrigir algumas informações sobre o Zig.

2 comentários:

Maria Aparecida disse...

Só a título de esclarecimento:

1- Carlos Kislanov,o Zig, chegou a Maceió no início dos anos 80, foi editor chefe e diretor de jornalismo da TV Gazeta de Alagoas, foi o 1º diretor da TVE Alagoas.

2- Carlos Kislanov,o Zig, foi internado às pressas na manhã de 09/06/08 e faleceu na manhã de 10/06/08.


Cidinha Madeiro

Maria Aparecida disse...

Obrigada pela correção. Carlos Kislanov,o querido Zig,era brilhante ao falar,ao escrever.Era de uma inteligêngia invejável.Profissional competente e dedicado. Prá mim,mais que um amigo,foi um irmão muito querido. Caso tenha o texto original(sem correções),poderia enviar para o meu email? Tenho todas as notícias veiculadas na internet a respeito da morte dele arquivadas. Agradeço desde já.


Cidinha Madeiro