segunda-feira, outubro 30, 2006

terça-feira, outubro 24, 2006

O dia em que Kajuru quase apanha

Sem comentários. Mas foi muito legal quando o brutamontes pergunta se ele é homem e Kajuru, de pronto, responde "Eu não sou homem, sou jornalista!"

Maluf e uma aula de política

Marcelo Tas com seu programa de entrevistas pitorescas conseguiu essa pérola de Maluf dando aula de política. É hilário! Assista e se divirta.

sexta-feira, outubro 20, 2006

Debate, sem Collor, no SBT em 1989...uma onda!

O debate entre os presidenciáveis foi muito interessante. Não se tinha ainda uma fórmula para ser aplicada. Então os candidatos falavam diretamente um olhando para a cara do outro. As farpas de Brizola, a ironia de Lula com Maluf, são imperdíveis. Vale relembrar. O mediador era Boris Casoy.

1989 uma eleição incrível

A derrota de Lula em 1989 para o ex-presidente Fernando Collor, foi a única vez em minha vida que vi um resultado negativo parecer vitória. Tudo porque a campanha foi de uma capacidade de mobilização incrível.

Era a minha primeira eleição. Em todo o Brasil a onda pró-Lula só aumentava. Simplesmente todos os meus ídolos na música, nas artes, no cinema, teatro e até os professores na escola votavam em Lula. Frases do tipo: "Trabalhador, vota em trabalhador" e "Peão que é peão não vota em patrão", contagiavam.

Participei ativamente do processo. Comprava broches, ajudava a pintar camisas, bandeiras e até pixações eu fiz. A eleição deixou uma marca para sempre em minha personalidade. Ver e ouvir Lula falar daquele geito simples emociona até hoje. Os comícios eram verdadeiros espetáculos com poesia, música de qualidade e muita discussão política.

Nunca mais o país, nem as eleições foram as mesmas.

Abaixo para matar saudades o gingle da campanha interpretado por artistas, a maioria da Rede Globo, que declaradamente era Collor.

Lobão mudou, mas mantém opinião crítica

O cantor Lobão ex-eleitor de Lula mudou de opinião. Numa entrevista que vai ao ar na madrugada de sábado o músico fala da decepção com o governo a quem ajudou a eleger. Como artista sempre fez parte do grupo da classe que apoiava Lula. Na mesma entrevista em que critica o presidente, ele também ataca o ministro Gilberto Gil.
Em 1989, ano das primeiras eleições diretas para presidente da república, o cantor causou a maior saia justa ao defender o voto aberto em Lula, no dia da eleição, em plena apresentação no programa do Faustão. Naquele período Rede Globo havia manipulado o debate na emissora para favorecer Fernando Collor, a quem apoiava. Dois anos depois a mesma empresa ajudou a derrubá-lo.
Abaixo o discurso de Lobão pedindo votos para Lula antes do término da votação.


Sacanagem com Rubinho













A Fórmula 1, para mim, nunca foi o melhor esporte ou o mais acompanhado.
Por pressão da TV sei o nome dos pilotos. Sei que Senna foi nosso herói e
Rubinho o azarão. Sei que do Senna nunca tiraram onda e com o Barrichello,
até o companheiro de equipe zona dele.
Ontem Strumo alemão disse que se acordasse como o piloto brasileiro choraria.
Causou risadas entre todos da imprensa, os mesmos que nos empurraram
Rubinho como substituto de Senna durante muito tempo. O pior é que até o
Rubinho acreditou.
Isso não teria significado se o cara fosse adversáriode Rubinho. Só que ele é
da mesma equipe, a Ferrari. Então não gosto de F1porque não entendo como
uma pessoa da mesma equipe traiu a outra.
Assim é melhor ficar com a política de Alagoas, onde isso já faz parte da realidade.
Estão aí os laranjas que não me deixam mentir.

"Cuidado com a mídia porque
ela faz cada média!", Tchôla

quinta-feira, outubro 19, 2006

Esporro no Kléber Machado

O apresentador Klébr Machado levou o maior esporro ao errar quem ia para os boxes. Um produtor grita ao fundo para ele corrigir o nome do piloto que estava saindo no momento. Como estamos em tempos de F1 decidi colocar essa para a galera saber o que rola por trás de uma transmissão.

manobras e tombos de moto

Eu conheço muita gente que curte moto como transporte. Nunca tive coragem. Acho interessante o barulho das máquinas...tanto que visito esse endereço para ouvir os roncos de motor.
Aumente o volume.

Apresentadora desmaia ao ler notícia


Essa outra figura aqui não resistiu aos fatos e desmaiou no ar. O colega de estúdio não sabia o que fazer. Já a outra apresentadora fingiu que nada aconteceu. Acho que ela não se dava bem com a colega, isso tem muito no jornalismo....kkkk

Um peido ao vivo na tv


As apresentadoras estão em alta. Coitadas se preocupam com tudo, mas às vezes a coisa dá errada...veja esta figura...simplesmente peidou ao vivo. Ela própria não conteve o riso e ficou tentando disfarçar como se fosse um barulho do banco. kkkkk Muito boa!

Erro de roteiro ou no roteiro


A competente jornalista Janine Borba da TV Record foi pega por um erro no roteiro. Depois de uma matéria engraçada colocaram a chacina da cidade de Roteiro, aqui em Alagoas, e não deu outra. A apresentadora começou a rir falando de uma tragédia. Ficou mal demais. Mas, acontece. O erro não foi com a cidade de Roteiro e seu povo, mas sim do povo do roteiro do programa. Deviam ter previsto que ela poderia sorrir.

Jornalismo é agredido durante matéria

O jornalista Klebs Lós, da TV Gazeta foi agredido profissionalmente hoje pela manhã, enquanto tentava entrevistar o dirigente do CRB, Gustavo Feijó.
No momento em que o repórter fez-lhe uma pergunta ele rebateu o microfone para longe. Todas as imagens foram registradas pela equipe da TV. Elas serão exibidas no programa esportivo da emissora.
A truculência do dirigente só prejudica ao clube que vai ser julgado, na sexta-feira pelo STJD por atos de indiciplina. O próprio Feijó vai ser julgado por agressão verbal.
Quanto ao j0rnalismo ele foi afetado em sua imagem de imparcialidade pela agressão. A partir do momento em que o microfone foi tocado a empresa e o povo alagoano também foram atingidos.

O CID e a mosca na narina


Até o Cid Moreira já lutou contra uma mosca em plena a apresentação do Jornal Nacional. Não acredita...clique no play e divirta-se.

Agenda política

A agenda politica das eleições passa pelo dia de hoje como um furacão.
Será a segunda vez que Lula e Alcmim se enfrentam. O último confronto será
na rede globo. Hoje será no SBT, às 21h.
A mediadora será a joranlista Ana Paula Padrão, única mulher a mediar
debate nesta eleição. Tudo indica que ela irá ficar no meio do tiroteio dos candidatos.
O ventilador vai girar bastante.
Os dois comandos de campanha terão como avaliar o impacto das pesquisas, que apontam lula com 60% dos votos válidos. Quem é Lula que saber se os números se consolidam. Quem não é espera alterar o percentual. É assim que observa o candidato tucano Geraldo Alckmim.
Quem preferir, existem dados sobre o cenário político no blog do Fernando Rodrigues. As informação estão dispostas de forma simples e didáditica.

quarta-feira, outubro 18, 2006

Politicando

Política não é verbo, mas está associada a ela a idéia de qualquer ação. Em sociedade só há mobilidade de produção, construção e proposta através da política.
Durante anos a maioria da população, que mais vive sem política, passou a ser atendida pelos programas sociais do governo. No caso do Bolsa Família, ex-Bolsa Escola, o governo federal não só ampliou como fez novos cadastros, mobilizou os miseráveis.
Ou seja, levou ação para quem vivia parado vendo a vida passar. Como contra-partida exigiu-se a presença em sala de aula das crianças, para que não fiquem em qualquer sub-emprego.
É essa fórmula que dá liderança a governo Lula. Como está seguindo a cartilha, normalmente desenvolvida pelos políticos de direita, o presidente conquistou os pobres. Antes eram eles quem mais temiam Lula, quando ele falava em gerar empregos.
Enquanto a classe média lê a Folha, tem assinatura da Net, assiste a TV Senado e idolatra o Jornal Nacional, o pobre só pensa em comer. E, agora, toda vez que isso ocorre tem comida, mesmo pouca, mas comprada com o cartão do Bolsa Família na geladeira, também financida pela grana federal.
O PT perdeu os militantes de carteirinha, esses sofrem por terem ajudado a construir um partido que hoje faz o mesmo que os políticos tradicionais do Estado. Em compensação é o partido da cateirinha.Ou dos cartão, inclusive, os de créditos usados pelos "companheiros" para gastos pessoais.Hoje tem petista morando em apartamento de luxo, em bairro nobre.
Na última pesquisa foi fácil identificar que parte da classe média que se considera intelectualizada vota em Alckmin. Só que enquanto classe são minoria. A massa mesmo é de miseráveis ou favelados. São eles quem estão agradecendo a Lula pelo prato de comida.
A partir dessa análise não terá chance para o tucano. Entretanto, em Alagoas, alguma surpresa pode acontecer. A vitória de Téo Vilela (PSDB) pode abrir a conquista de votos para o seu candidato.
Não sei se a transferência de votos acontecerá nesse processo. Porque até aí Lula pode ganhar. Um exemplo disso seria os eleitores de Collor, seguirem o seu voto, e reelegerem o petista. É por isso que até o dia da votação vale ficar politicando.

terça-feira, outubro 17, 2006

Gafes no rádio




O trabalho dos radialistas é um dos mais importantes para a comunicação. Mas, às vezes, mesmo nos grandes veículos a empolgação, o desleixo, desatenção, emoção e o desconhecimento fazem grandes profissionais cometerem erros gigantescos. No vídeo acima uma pequena seleção de casos assim
.

Kajuru em depressão tenta suicídio

Jornalista apontado como polêmico vive polêmica pessoal

A vida tem se revelado para nós mortais como o maior desafio de todos os tempos. Ser certo ou errado é um dilema tão gigantesco como o se seremos ou não felizes e bem sucedidos.
No mundo da comunicação onde atuamos isso é muito mais perceptível. A visibilidade, por exemplo, é um passo para o sucesso.

Em São Paulo, o jornalista goiano Jorge Kajuru, conseguiu tudo isso. Mas, depois de sucessivas entrevistas bombásticas onde falou até do tamanho do seu pênis, ele perdeu mais uma vez o emprego e descobriu um gravre problema de saúde.

A bronca envolve uma perda de visão que provocou uma depressão, associada a uma placa de gordura no coração e um pequeno sisto no cérebro.

Por conta disso ele chegou inclusive a tentar o suicídio, ingerindo remédios.

Ontem, por coincidência, ou não, ouvi o relato de uma torcedora. A dona Enaura do Galo. Figura carimbada nas arquibancadas alvirubras, também anda depressiva por está com um problema de glaucoma (aumento da pressão do olho).

Mas, ao contrário de Jorge Kajuru, ela conseguiu o apoio incondicional de dirigentes e amigos que prometeram estarem ao seu lado nesse problema. Assim que souberam do problema, como uma "ola" que movimenta todo mundo nos estádios, a torcida se mobilizou em se prontificar para ajudá-la. Foi uma das coisas mais bonitas, desde que passei a acompanhar futebol.

Em menos de meia hora o apresentador Antônio Guimarães, o Malandrinho conseguiu trazer ao ar, em seu programa
-Cadeira Cativa-, na rádio Jornal AM 710, autoridades e torcedores que se comprometeram em ajudá-la, no que for preciso.

Por que casos semelhantes acabam de forma diferentes? É que Kajuru atingiu, com seu trabalho, muita gente. Ao passo em que consquistava, afastava pessoas com seu jeito polêmico e inatingível.Ser profissional é, antes de tudo, saber que em atinjo é gente igual a mim.

Outro detalhe, superexposição, nem sempre ajuda. Ela cria a idéia que as pessoas são mitos e por isso não adoecem.Não morrem e nunca tombam. Penso que o que vive, o ex-apresentador do SBT é uma provação que depois será resolvida.

É um tipo de lição, principalente, para nós de que devemos está próximos das pessoas nos momentos bons e ruins. E elas (as pessoas) têm que se abrirem para isso.As palavras têm um preço, que extrapola o valor financeiro e marcam a alma.

Enquanto isso do outro lado do mundo, Dona Enaura ao invés de detonar, aliou-se ao sentimentos amáveis e desportivos de seu clube, o CRB.

Ou seja, plantou uma semente que agora começa a colher: a amizade. Por isso não me supreendi quando vi todos a socorrerem ou colocando o ombro para dividir com ela esse momento difícil. Estou entre os soldados que defenderão a brava torcedora.

Parabéns ao Malandrinho pela iniciativa!

segunda-feira, outubro 16, 2006

Os gols mais frangos de todos os tempos



Como não tinha o que falar porque a ressaca ainda está muito forte decidi colocar esses gols frangos aí. Pelo menos dá para a galera ir se distraindo.
Boa semana a todos e obrigado pelos comentários e e-mails com sugestões. Obrigado especial ao Carlinhos e a Drika.

sábado, outubro 14, 2006

Hoje entra em campo as estrelas alvinegras

Pelé sempre teve um carinho especial por Garrincha. Os dois sempre foram a alma de suas duas equipes (Santos e Botafogo). Pelé costumava dizer que o Botafogo com o "anjo das pernas tortas" nunca temeu o seu Santos que era o grande campeão da época.
Tomara que hoje essa cordialidade e tradição voltem a campo.
Salve Mané, salve Pelé!

########

E deu certo. Botafoto e Santos fizeram uma das melhores partidas do Campeonato Brasileiro. Num jogo com sete gols, o glorioso saiu vitorioso com 4x3. O Santos soube horar e valorizar a vitória do fogão que jogou um futebol digino do que era visto no passado. Chegou a ficar duas vezes atrás do placar, mas conseguiu virar.

Botafogogggoooo!!

sexta-feira, outubro 13, 2006

Cuidado quando for a missa

Quando for a missa neste domingo, não fique para o batizado. E se ficar cale-se. Esse padre aí abaixo meteu o sarrafo numa véia que não parava de falar. Depois de pedir para ela parar de falar com essa frase educada: "Cale a boca sua idiota!", ele partiu para cima...KKK Acho que ele só teve coragem por se tratar de uma mulher, negra e pobre. Duvido que faria isso com a mulher do prefeito.

Briga entre apresentadores da ESPN

Nos canais a cabo acontecem cada lance. Na ESPN dois jornalistas brigaram no ar e um deixou o programa. Foi uma coisa impensada. Tanto que depois eles se desculparam. Trajano e o Amigão fizeram as pazes e disseram que nunca mais repetirão a cena. Antes que eles deixem mesmo de fazer isso tá aqui a lembrança. Vale assistir.

Que bom que no jornalismo ainda tem espaço para o lado humano e sem retoques.




Logo em seguida, ou melhor no dia seguinte eles gravaram essa mensagem pedindo desculpas e dizendo que são amigos. Um gesto de hombridade.

Eu ainda voto no Lula...mas não pergunte o por quê?

Uma amiga minha, que está na Hollanda, me enviou o comentário abaixo, para um dos posts aqui publicados. Como gosto muito da figura acho que não poderia deixá-la sem resposta. Graças a nete não falo mais apenas com minhas próprias palavras. De vez enquando, me aproprio da fala dos outros. É o caso. Irei me apropriar do discurso do Lula para justificar de uma só vez meu voto e em quem voto.

¨¨¨¨
Tchôla,
Meu amigo eu não sei em quem vou votar ainda..se vc leu um post de dias atrás estou indecisa entre Lula e Nulo. Mas eis uma pergunta que não quer calar...QUEM PORRA É O ASSESSOR da Lolo, bicho? Eu votei nela, mas dava arrepios vê-la sendo entrevistada. Eu pensei que se fosse eu a entrevitadora, procurava o assessor pra puxar a orelha dele!

______

Drika um beijo.


Um ano sem o sorriso de Álvaro Tojal

O jornalista Álvaro Tojal completou um ano de sua morte no dia 11 de outubro. Vítima do trânsito, Alvinho como era chamado, deixou saudades. Sempre de bom humor e afim de uma nova paquera ele se formou com a minha turma de faculdade, mesmo sendo alunossauro (nome dado aos que estão fora de período).
Na hora do juramento, numa clara demonstração de falta de atenção levantou a mão errada. Tenho essa foto no álbum de formatura. Depois corrigiu a postura sorrindo.
No início do ano o Sindicato dos Radialistas fez um vídeo com as últimas imagens de Tojal.
A ele devo a primeira ida a um estúdio profissional de rádio. Foi na Rádio Educativa, em 1992. Graças a ele confirmei o que queria fazer para viver: ser jornalista.
Via Álvaro na tv ou o ouvia no rádio ao lado de seu pai. Eles cobriam o vestibular. Quando fui fazer as provas para a Ufal, na Escola de Ciências Médicas, Alvinho foi fazer a cobertura. Veio em minha direção com um microfone na mão e um rádio enorme no ouvido. Ao perguntar sobre a expectativa para a prova e qual o curso que pleiteava se impressionou com minha voz.
Fiz questão de falar o mais grave possível. No estúdio, ancorando pelo então radialista Ildo Rafael, Alvinho sugeriu-o que eu fizesse algumas entrevistas, numa espécie de teste. Aceitei o desafio e entrevistei meus amigos. Me sai relativamente bem. Ao final ambos me convidaram para conhecer os estúdios da Rádio Educativa e Difusora, onde tive a chance de conhecer seu pai, Luiz Tojal.
Combinamos para depois do resultado. Naquele ano não havia passado. Mesmo assim Álvaro fez de tudo para me localizar e arranjar um "estágio" na Educativa. Trabalhava ao seu lado e de Edimilson Teixeira, o ET, que depois virou meu colega de classe na faculdade.
Foi uma experiência única. Os dois conduziam o programa "Falando Francamente" e eu era o noticiarista. Um dia gravei umas notícias ao lado de Miguel Torres, que já era um nome forte no jornalismo da TV Gazeta. Jamais esqueci aqueles dias.
Hoje quando lembro de Álvaro não sinto tristeza, mas sim saudades. Mas o sentimento que tenho em relação a ele é de agradecimento.
Obrigado Alvinho!

Fotos do acidente da Gol aumentam sofrimento

A tragédia com o avião da Gol no Pará marcou a vida de muita gente. As fotos do local onde os destroços foram encontrados, juntamente com os corpos estão na internet. As imagens são chocantes. Eu as recebí na semana passada e desde então vivi um dilema ético quanto a sua exposição aqui neste espaço. Optei por não colocar.
Segundo o código de ética dos jornalistas as imagens e/ou informações só podem ser retransmitidas se forem de interesse público, logo de interesse jornalístico.
Como o fato em si já foi amplamente divulgado e a dor das perdas estão diariamente nos jornais e telejornais, entendi que a revelação do estado lamentável em que os corpos foram encontrados só contribuiria para aumentar os efeitos da perda.
Além desse fato, no ano passado, também num avião da Gol, vivi de perto o pânico no ar. Ao lado de personalidades como a sindicalista e ex-candidata pelo PT, Lenilda Lima, a presidente do Sinteal, Girlene Lázaro, o advogado membro da OAB, Narciso Fernandes, e do empresário Ronald Vasco, senti na pele o que devem ter passado os irmãos que morreram na maior tragédia da aviação brasileira.
O avião não conseguia pousar por conta do mal tempo. Nas três tentativas o piloto optou por arremeter (subir) ao perceber que não tinha visibilidade. A sensação era muito ruim. Ficamos sobrevoando Maceió até que o piloto informou que o combustível estava no fim e iria até Sergipe para reabastecer. Acima das núvens víamos outras aeronaves voando em circulo esperando a vez de tentarem aterrisar.
Numa das tentativas cheguei a ver as casas das pessoas que moram próximo ao aeroporto. Notei que algumas chegaram a sair de casa assustadas. O barulho do motor com toda a potência para voltar a subir provocava uma tensão ainda maior. Não sabia o que pensar...dizer...apenas ouvia e assistia a reação dos demais.
Não conseguia concluir as orações. As palavras simplesmente sumiam. Achei num dos bolsos um texto com uma oração árabe...dei uma risada nervosa...mas comecei a ler, também sem concluir...Aquela altura até Maomé valia...mas como se fiéis a ele detonaram aeronaves nos EUA em 11 de sembro.
Depois lembrava dos amigos, familiares e na comoção que um acidente poderia causar. No final tudo deu certo, mas ficou a lembrança dos momentos de susto. Algumas pessoas passaram mal e outras tiveram crise nervosa. Bom, quanto a mim...resava, suava e procurava disfarçar. Mas dentro do peito o coração pulsava disparado a ponto de sentí-lo na garganta.
Naquele dia não era a nossa hora.

quinta-feira, outubro 12, 2006

Clô o mais imitado...até o Bonner da Globo não resistiu


Continuando com a série Clô para os íntimos e bobos...encontrei essa imitação do William Bonner junto com o Cid Moreira. Vela à pena dar uma olhada.

Heloísa acusa petistas por foto-montagem

O que todos temiam aconteceu. A senadora Heloísa Helena não achou a menor graça da foto-montagem que sugere sua presença na revista Playboy. Ao seu estilo disse que tudo não passava de um ataque dos petistas "vigaristas" e "vagabundos". Num pronunciamento emocionado a senadora chegou até a chorar. Depois relaxou e até fez piada com os jornalistas. Ainda assim não escapou das risadinhas dos colegas, que entenderam a piada, mas sabiam que os risos irritariam Loló. Mais sobre o caso no site www.kibeloco.com.br

quarta-feira, outubro 11, 2006

Piadas com Heloísa, Alckimin e Lula

A brincadeira com Heloísa Helena foi mais radical. A turma do www.kibeloco.com.br não perdoa nem a sua opção em se vestir, quase sempre, de camiseta branca. Antes que façam uma passeata para protestar contra essa foto montagem, é claro que não trata-se de nossa senadora.

################################

Os tucanos também não deixam de está na mira das piadas. Eles estão tendo que engolir cada mala. O pior é que tentam demonstrar união, mas às vezes escapam expressões como estas.


##################################
Lula caiu mesmo no gosto dos humoristas. Todos os dias são despejadas milhares de piadas sobre ele. A questão do "não sei de nada, não ví nada" é o que mais pega.

Quem salvou Malú?

Cúpula da SDS para não ser esquecida pela PF convoca coletiva
Malú foi salva pela Polícia Federal. Sem efetuar um disparo os policiais chegaram aos envolvidos e descobriram que Carlos Santos, o Cow, era o líder da quadrilha.

Mas ainda assim a cúpula da Segurança Pública alagoana não abriu mão de sair na foto. Numa coletiva onde conseguiram dizer nada com coisa alguma tentaram colher os louros da operação dos federais. Incrível como isso ainda possa acontecer.

Para quem não sabe Cow é fugitivo do presídio Balneário Cavalcante, ligado a estrutura de segurança do Estado. Ou seja, se não tivesse enganado as autoridades e fugido pela porta da frente, se quer, esse caso teria acontecido.

É triste saber que o descontrole da violência seja motivado, também, pela incompetência da segurança pública em manter os bandidos atrás das grades.

Críticas à parte vale destacar a libertação com vida e com saúde da garota. Além das autoridades precisamos reconhecer a intervensão divina. Só Deus para iluminar a PF e o coração dos sequestradores que não se livraram de Malú, em vingança a seu pai que é policial.

Uma outra lição que fica deste caso é que Malú conseguiu comover toda à sociedade alagoana. A comoção foi geral. Ontem após a divulgação de sua libertação foi difícil conter as lágrimas. Trabalhamos no caso e vi de perto o sofrimento da família.

Que bom que a galeguinha vai passar o Dia das Crianças brincando.


Parabéns a cobertura jornalística do site www.alagoas24horas.com.br que teve o seu trabalho reconhecido até pela polícia. Uma abraço ao seu idealizador jornalista Wadoson Régis e a jornalista Ana Cláudia Galvão que também integra a equipe de repórteres plantonistas.
Entre no site e deixem mensagens para a família de Malú.

Escândalo- Promotor é acusado de abuso sexual contra a filha

O site de notícias www.alagoas24horas.com.br trouxe ontem uma matéria exclusiva. Como o tema merece reflexão trazemos para este blog. Parabéns ao jornlista Wadson Régis pela coragem em trazer o caso a público.

Anadia - O promotor da Infância e da Juventude da cidade de Anadia,
Carlos Fernando Barbosa de Araújo está sendo acusado por sua própria filha, hoje com 24 anos de tê-la molestado sexualmente desde os 12 anos. A jovem denunciou o pai depois que soube que a enteada dele, uma garota de 13 anos estava sofrendo de distúrbios semelhantes aos que passou a sofrer quando também foi molestada pelo próprio pai. O caso está sendo investigado pelo Ministério Público de Alagoas.

O que fazer com uma pessoa dessas? Qual deverá ser a postura do Ministério Público? Ele deve continuar atuando ou deve ser afastado? Qual o apoio que a família das duas jovens devem ter?

Se vc é como eu e não consegue ficar calado diante de fatos assim deixe sua opinião. Será um prazer lê-los.

terça-feira, outubro 10, 2006

Quem fala o que quer...ouve o que não quer

Opinião de petista pode ter tirado votos de Lula em Alagoas
Nunca um dito popular se encaixou tanto para uma situação como a vivida ontem pelo presidente da Ceal Joaquim Britto. Depois de dar uma entrevista no programa Cidadania apresentado por França Moura, na segunda-feira, Britto disse que os R$ 100,00 pagos pelo Bolsa Família faz a diferença para "quem disputava comida a tapa com os urubus".
O programa criado pelo governo FHC, como Bolsa Escola, mudou de nome no governo Lula.
Mas o fato é que o efeito da frase do petista, que coordena a campanha a reeleição do presidente em Alagoas, provocou a indignação de uma parte significativa dos ouvintes do programa. Nesta terça-feira as críticas a sua postura motivaram até um pastor a dizer que vai sugerir aos fiéis que não votem em Lula.
As críticas a Joaquim resvalaram até no apresentador que foi acusado de dar espaço demais ao tema. A polêmica girou em torno de quem é afavor de Lula e pró-Alckmim.
Como jornalista tenho minha opinião formada. Sei que a interpretação dada a fala de Britto foi equivocada, mas não posso deixar de reconhecer que o debate está no centro da polêmica eleitoral. Por isso acho que o programa cumpriu o seu papel de repercutir com os ouvintes o tema.
Para o autor da frase, o próprio Joaquim Britto, coube a tentativa de se desculpar. Mas o estrago já estava feito. A melhor lição é que a população está atenta a tudo, inclusive, ao aumento de patrimônio de alguns petistas. Como defendo o debate das idéias pude perceber que o ouvinte/eleitor está atento ao processo eleitoral.

segunda-feira, outubro 09, 2006

Charge do Clô...sem comentários

Ontem o Clô foi entrevistado pelo Paulo Henrique
Amorim em sua casa. Mais ele do que nunca imitou o Tom Cavalcante imitando-o.
Numa sala com areia da praia pelo chão, porque prefere sentí-la limpa do que a que o povo suja de cocô, voltou a dizer asneiras sobre a política.
A primeira é que não levantará a bandeira Gay. Quando as bibas souberem vão é querer enfiar o pau nele. KKK
A segunda é que não gosta de partido e que só gastou R$ 26,00 em sua campanha: "-Acho que foi com presarvativos", risos dele e do PH.
Essa charge aí ele viu, mas negou que fosse ele. "-Os lábios são da Cicarelli".
Sobre a "moça" exemplo de modelo, Clô não acredita que ela não sabia que estava sendo filmada. Aos 70 anos de idade Clô continua caretão. Disse que na parada Gay o povo se exibe como perua para ficar fumando maconha. Só não falou mal do militar que trouxe na sua cola pela coligação que o seu partido o PTC fez.
Bom quanto ao Paulo Henrique Amorim fez jus ao nome do programa e ao blog que tem o "Conversa Afiada" ou seria "fiada".
A escolha da cor rosa para o texto foi uma sugestão das meninas aqui da redação como prova de que não tenho preconceito. Achei uma viadagem, mas concordei no final.

Lula versus Alckim; ambos avessos a ética

O debate da Rede Bandeirantes, domingo à noite, mostrou como será o nível da campanha presidencial. Lula não se fez de rogado e partiu para o ataque. Como Alckmim não tem essa natureza não soube explorar, como ensaiara, os ataques ao presidente petista.

A depender do julgamento final, Lula saiu-se melhor porque demonstrou conhecer a máquina. Mas, continua pior quando o assunto é corrupção. A ética, que era a melhor moeda petista, agora foi trocada pela comparação de ladroagem do outro lado. Para mim não é estratégico defender-se das acusações de corrupção, mostrando que do outro lado também teve.

O melhor mesmo, seria está limpo para continuar com a postura que o PT sempre teve. Não acredito que diante do que ocorreu ontem quem estava indeciso, tenha mudado sua opção.

Por fim fiquei com a impressão de que roubo por roubo, o do Lula e seu governo todos nós sabemos, menos ele é claro, então é possível que ele continue no poder. Enquanto os dois se degladiavam lembrei muito de uma frase que minha vó paterna costuma falar. Com sabedoria D. Adélia dizia que o "-sujo não pode falar do mal lavado".

Lamento que no próximo pleito não possamos escolher o melhor, mas sim o menos ruim. Isso não é evolução; é involução.
######################################################
O ex-chefe do Gabinete Civil e deputado cassado José Dirceu tem um blog, alocado no site www.ig.com.br, onde analisa os fatos da política de acordo com sua experiência. Ontem, como não poderia ser diferente, Zé Dirceu analisou o debate. Em sua análise Lula saiu-se melhor.
Veja a íntegra de seu comentário. Se quiser conhecer o blog do ex-companheiro Zé Dirceu click no grifo.
Lula não recuou e fez um bom debate
Terminou o debate da Band. Alckmin tinha que ganhar, é ele que precisa tirar votos de Lula. Mas não ganhou. Para a surpresa geral, principalmente dos tucanos, Lula não recuou, não ficou na defensiva e atacou e cobrou os tucanos. Não recuou, inclusive, da denúncia de que importantes setores do PSDB e do PFL pregam abertamente a privatização da Petrobras e dos bancos públicos, e de que Alckmin, em seu mandato em São Paulo, manteve a política de privatizações.
Acompanhamos um senhor debate. Alckmin foi repetitivo e cobrou, cobrou, cobrou. Lula soube responder, na medida, e apresentou o que fez no seu governo. Sem perder, inclusive, nenhuma oportunidade de comparar seu mandato ao de FHC. Cobrou de Alckmin explicações que não foram dadas sobre a Nossa Caixa, o PCC, a Febem, sobre a crise energética e o programa do PSDB para a educação. Lula manteve a tranquilidade e se portou à altura do cargo.
Tivemos uma oportunidade rara nas campanhas brasileiras. Um verdadeiro debate, que contou, pela primeira vez, no Brasil, com a participação de um presidente da República. Dentro das regras e do tempo, praticamente todos os temas importantes para o país foram abordados. Nos próximos debates, cada candidato poderá expor com mais clareza sua política.
Alckmin bate na tecla do dinheiro e do crescimento, mas Lula pode dizer que foi a Polícia Federal que abortou o dossiê e prendeu seus autores, como também pode continuar afirmando que criou as bases para o crescimento.
Lula saiu-se melhor. Devemos esperar, no próximo debate, o tom repetitivo de Alckmin e da militância oposicionista, negando tudo que o governo fez e desenhando um país em crise. Isso não deve lhe dar votos onde precisa conquistar, ele está falando para seu próprio eleitorado. Por outro lado, Lula pode e deve expor claramente qual será sua política de desenvolvimento e como fará a reforma política e administrativa.

domingo, outubro 08, 2006

Meninos e Urubus

Sou fã do trabalho do Zé Feitosa, o "Zé da Feira". Poeta por formação virou jornalista por opção. Com um olhar que vai além da lente ele expõe há mais de 30 anos nossas mazelas e belezas. De forma silencionsa, mas sempre barulhenta, o poeta da imagem nos ajuda a verbalizar a nossa indignação.

Não foi diferente nessa sua incursão pelo lixão da capital. Lá ele voltou a colocar o dedo na ferida aberta da miséria alagoana. Fotografou o "Meninou Urubu" -título nosso- em pleno momento de trabalho. Isso mesmo, para esse garoto catar lixo e identificar material reciclado e comida é um trabalho.

Uma aberração da natureza. Aliás, um exemplo da natureza humana dos políticos e da sociedade que esconde-se por trás de sua arrogância e inapetência para criar novas condições de vida.

Em tempos de eleição onde a imagem fala mais que os candidatos é doloroso saber que a única saída para o "Menino Urubu" seria política. Mas como encontrar solução se um voto vale R$ 50,00. Esse valor é quase o que os miseráveis do lixão ganham num mês.


Logo o "safado" que se beneficiou da compra e o que vendeu são cúmplices do mesmo crime: o de omissão.

sexta-feira, outubro 06, 2006

As cores das caixas e malas

A Fátima Almeida é uma colega de redação. Calada e concentrada no trabalho não costuma entrar em nossas discussões bobas.
Mas hoje diante de uma polêmica envolvendo a cor da "caixa preta" do avião da Gol, que caiu na sexta-feira em Manaus ela não se conteve.
Diante das tentativas do Léo Palmeira, colunista, de fazer um trocadilho com essa história, Fátima soltou essa pérola:"-A caixa preta dos aviões é laranja e mala do laranja é preta!"
Foi difícil conter as risadas.

PROCURA-SE ESTE MONSTRO

SEGUNDO A MÃE DA GAROTA MALÚ FOI ELE QUEM LEVOU SUA FILHA. SE O VIR POR AÍ DENUNCIE A POLÍCIA. ELE É UM CARA PERIGOSO. NÃO TENTE PRENDÊ-LO. APENAS CHAME A POLÍCIA.

MALÚ FOI SEQUESTRADA NO DIA DAS ELEIÇÕES E ATÉ AGORA NADA. POR CONTA DE TODA A COMOÇÃO O BLOG RESOLVEU ADERIR A ONDA DE SOLIDARIEDADE.

LEMBRE-SE SEQUESTRO É UM DOS PIORES CRIMES DA HUMANIDADE.

Valeu Fogão 3x0 no Santa

Zé Roberto marca o terceiro numa bomba de fora da área
Deu certo a torcida pelo Botafogo contra o Santa Cruz. No final Bota 3x0 Santa. Mas antes para chegarmos a isso foi sofrimento. Parece que estamos condenados a viver presos a frase do jornalista Paulo Mendes Campos:"-Tem coisas que só acontecem com o Botafogo".
Já no primeiro tempo pouco depois do primeiro gol perdemos o zagueiro Rafael Marques. Ele mesmo! Foi expulso, de novo. Daí para frente foi só pressão. O Santa tentou, tentou, mas esbarrava no goleiro Lopes, em noite expirada. No ataque o time também pisava na bola. Foram 24 tentativas de gol, para entrar três. Nos dez minutos finais os corações botafoguenses estavam acelerados.
A pressão era toda do Santa, que nos fez carregar a cruz. Depois que o Flamengo meteu 4x1 no Fluminense, só pensava na tiração de onda no dia seguinte. Aí o Botafogo fez o segundo e depois o terceiro para selar a vitória. O fato negativo foi a contusão do Rui Cabeção, que deverá ficar 15 dias fora da equipe. Com o resultado estamos em 9º, mas empatados em pontos com o Vasco que está em 8. Ficamos atrás por conta do saldo de gols e empurramos para baixo o Fluminense do França Moura.
Mas só fato de ultrapassarmos o Flamengo já é legal. Aliás, para mim os três a zero correspondem aos quatro a um obtido por eles. Eu já disse isso ao Plínio Lins! Agora estamos dentro da zona de classificação para a Copa Sulamericana e sonhando com a Libertadores. Diante de tantas possibilidades, conquistadas com sofrimento, não deu para resistir e fui trabalhar com a camisa do glorioso.KKK
Como é bom vencer, nem que seja do Santa Cruz.

quinta-feira, outubro 05, 2006

Quem é esta mulher?

Essa é a nova Heloísa. Pelo menos é o que se espera quando ela só estiver preocupada com as aulas da universidade. Segundo sua mãe ela voltará morar na cidade e "vai se aquetar", disse D. Helena. Como boa mãe ela está orgulhosa das posturas da filha. Ela também defende o voto nulo do 2º turno. Ah! Quanto a essa foto, ela foi produzida para uma matéria sobre modo de vida. Só não lembro de onde eu a retirei.
#####################################
Uma de minhas cinco leitoras a Paula me mandou esse comentário, sobre a senadora. Recentemente ela fez uma entrevista com Heloísa. Os interessados podem ver o material no endereço abaixo. Paula obrigado pela audiência e estamos na área. Um beijo para vc também.
Paula disse...
Ela não muda nada, nem com maquiagem, :) e acho que não se aqueta não também. Fiz uma entrevista recentemente com a pessoa, a versão muito resumida pode ser vista em
www.jungledrums.org.
Beijos, Marcos!

Hoje tem fogão...bate forte coração




















Hoje tem Botafogo no Maracanã. O jogo será contra o Santa Cruz. Na primeira partida empatamos. É a chance de virarmos para cima deles e deixarmos o 14º colocação na tabela. A galera vai está lá. Espero que o estádio fique lotado...ou será que estou viajando.
Mas falar do fogão sem delirar não adianta. É torcer e torcer...tomara que os espíritos dos craques do passado baixem em campo e os gols surjam com naturalidade. Ah! Fogão..."tu és o glorioso". Lembram do restante da letra "não podes perder, perder para ninguém".
Vixe!.

Clô: o cruel

O polêmico deputado Clodovil Ernandes eleito pelo PTC já começa a causar reboliço com suas declarações bombásticas. Primeiro declarou que não passará ninguém para trás, por já fez muito isso. Com 70 anos de idade quer mudar os conceitos da política brasileira.
Indagado sobre qual o prmeiro projeto que desenvolverá em Brasília disse que será mudar os móveis do gabinete. Pretende assumir o cargo de paletó rosa.
Sobre Lula não deixou de alfinetar. "Não entendo um país cujo o seu líder máximo não estudou", disse em recente entrevista. É Clô que era para os íntimos agora é do povo. Mesmo sem querer ter ninguém atrás dele, elegeu por sua coligação um ex-milico que só teve 6 mil votos.
O ex-coronel disse que não gosta de homossexuais e vota contra a união civil, vulgarmente chamada de "casamento gay". Já pensou que incoerência. Mas é isso. Parabéns ao povo de São Paulo por eleger um novo bobô da côrte e o Maluf...isso é que é voto consciente. KKKKKK

quarta-feira, outubro 04, 2006

Brilha uma estrela

Em meio a tantos tropeços do PT aqui e em Brasília, a eleição do vereador Judson Cabral para a Assembléia Legislativa (ALE) foi um fato positivo. Ele recupera a vaga perdida em 2002 pelo deputado ex-petista Paulo Nunes, hoje no Prona e derrotado mais uma vez.

Segundo analistas petistas de mesa de bar, Judson vai levar luz para a escuridão do poder. Vai ser capaz de iluminar até Paulão, que depois de dois mandatos tomou um susto ao pensar que poderia voltar para a Ceal. Foi salvo pelos eleitores fiéis do PT.

Judson foi tão importante para o partido nesse processo que até trouxe do limbo Thomaz Beltrão, que mais uma vez ficou de fora.

Cabral é técnico. Sabe falar de saneamento e orçamento sem politicagem. Tem posturas éticas e pode ser um destaque em meio a confusão partidária que se tornou o parlamento alagoano. Vai ter que ser ágil para não empacar nos eleitos do chapão, que não saberão até o primeiro acordo, como deverão se portar.

O homem que politicamente surgiu ao lado de Francisco Hollanda, no movimento universitário, seu colega de Câmara de Vereadores, destaca-se agora com a conquista de um mandato no legislativo estadual.

Dizem que depois da saída do partido do vereador Aliomar Lins, médico cardiologista, somente agora o PT reecontrou um novo coração pulsando no intererior da legenda. Judson vai oxigenar o mandato de Paulão. Pelo menos a imprensa vai ter uma outra fonte isenta na casa.

PT saudações!

KKKKKKKK

Nem Alckmim, nem Lula

Heloísa Helena, que voltará morar em Maceió a partir do próximo ano, disse ontem no senado que defederá o voto nulo no segundo turno. "Nem Alckmim, nem Lula", disse a senadora. Paparicada por colegas em busca de seu voto, Heloísa preferiu manter-se neutra do processo. Loló é como Nescau "radical pra valer".

Audiência ***********
Numa das intervenções em plenário o senador Cristóvan Buarque (PDT-DF), chegou a dizer que temia a queda da audiência da TV Senado com a saída de Heloísa. Ao contrário da senadora ele ainda tem mais quatro anos de mandato.

Lula e Collor *******
Lula disse que acredita que Collor pode ser um senador "excepcional". Já o ex-presidente tem dito que pode pedir votos para o petista. Enfim o ex-algoz de Collor agora teme que a história se inverta, mas prefere a média. A quem diga que será assim mesmo.

Caldas fora *********
O deputado João Caldas (PL), envolvido com o escândalo dos sanguessugas está fora da Câmara Federal. Não foi reeleito. Agora pode enfrentar as conseqüências da perda de mandato. Ou seja, ser punido exemplarmente pelos colegas "bonzinhos" do congresso.

Durante a campanha ao invés de dizer que foi o deputado que trouxe "mais" recursos para alagoas usava o "mas", que era mpregado exatamente para representar uma idéia contrária. Acho que seus eleitores entenderam assim.

Aí entornou o caldo!

Caldas dentro *******
Conhecido por seu hábito de mudar de partido, ao todo foram sete, em duas legislaturas Caldas errou na estratégia. Ao permanecer no PL teve que se coligar com o PT, mesmo defendendo o voto em João Lyra, ele diminuiu suas chances de voltar à Brasília. Agora vai amargar o anonimato de quem fica sem poder. A não ser que se candidate a prefeito de Ibateguara, onde sua mullher é a dona do cargo. Se preferir pode virar secretário.

Susto ***************
Os trabalhadores das empresas de comunicação do deputado João Lyra vivem tomando susto. A cada reunião temem pelo fim dos negócios. Tudo por conta do sua derrota na eleição. O problema é que disseram para ele que os veículos dariam um lucro eleitoral e não financeiro. Lyra acreditou.

Mas, como foi derrotado em primeiro turno se pergunta o "Por quê?" manter as estruturas. Bom como profissional sinto-me atingido porque tenho muitos companheiros, de fé mesmo, que trabalham nestas empresas. Penso que essa decisão deva ser reavaliada em nome do bom senso.

A informação ela é um bem da sociedade e não tem dono. Tanto que com a atual conjuntura as empresas são importantes na oposição, por exemplo.

Punir trabalhadores por conta de problemas pessoais ou eleitorais é tornar verdadeiras todas as acusações feitas durante a campanha. Se existiram culpados ou traidores esses não estão nem na redação, nem na rádio do grupo.

Tomara que os postos de trabalho sejam preservados.

segunda-feira, outubro 02, 2006

Veja as listas dos eleitos.

Se você ainda não conhece todos os deputados estaduais alagoanos click no grifo e seja feliz. Logo em seguida seguem os deputados federais. Caso vc seja masoquista ou bateu na mãe veja o quadro nacioanal, com o nome de todos os eleitos.

Os dados estão linkados e foram pesquisados pelo Uol. Nosso interesse na divulgação é jornalístico.


Como o processo eleitoral deixou muitas marcas em quem venceu e nos que perderam, pensei em homenagear a todos com este poema de Carlos Drummond de Andrade. Ele se chama "Resíduos" e aqui é lido pelo autor Paulo Autran.
Vale à pena!


O debate foi importante para o eleitor se decidir. O desempenho de Ricardo Barbosa assombrou e fez o eleitor mudar de lado. Seus 50 mil votos não foram à toa. Os indecisos na hora H não alarajaram como esperavam alguns.
Lenilda tropeçou no próprio PT. A meta do partido não era elegê-la, mas sim devolver mais cadeira a legenda e mater Paulão. De quebra ainda trouxeram de volta o suplente de vereador Thomaz Beltrão.Isso já foi uma vitória.
Téo ficou na dele, atacou, se defendeu e na última hora a queda de seu helicptero serviu para impulsioná-lo. Já Lyra teve o presságio da queda do avião da gol, que tem a cor laranja e caiu de bico. Mas naquele momento não dava para ver que uma coisa estava relacionada a outra. Dizem que na vida nada é por acaso.
No cenário nacional Lula sentiu os votos que os brasileiros deram a Heloísa. Nunca mais vai duvidar o poder de uma nordestina talhada a verdade e curtida na ética. Loló cumpriu sua missão. Chegou lá e cutucou Lula com a vara certa: a da verdade!
Pulada de muro ******************************************

Um exemplo de traição acontece em Arapiraca. Muros do candidato João Lya foram pintados com o nome de Téo Vilela.

Antes de ser uma onda azul foi uma onda de mudança de lado.

Os aliados de Lyra, por alguma razão, alguns dizem que pode ter sido a falta de recursos para suas campanhas, pularam de muro. Ou melhor de lado.

A atitude antiética custou o mandato de governador depois de milhões de reais gastos empregando os mais caros profissionais do mundo da mídia e publicidade. Para garantir a renda frouxa muitos calaram diante de pequenas falhas cometidas pelo candidato.

Não tinham coragem de fazer a crítica construtiva. Do tipo: "-Candidato vamos gravar de novo que os senhor comeu o (s) da palavra Alagoas."

Criaram apenas a imagem do rico bem sucedido que traria o sucesso para o Estado. Era preciso muito mais. Falar como um técnico, um tecnocrata capaz de colocar qualquer não empresário no bolso.

domingo, outubro 01, 2006

Lula-lá; no segundo turno

Pois é! No país da lógica do Lula calar faz mais barulho do que falar. O povo entendeu a fala, silenciosa e discreta, como um recado eleitoral.
Calados, assimo como presidente, romperam o silêncio e demonstraram que querem mais que o Bolsa Família. Querem, por exemplo, dinheiro na bolsa (ou no bolso) para sustentar a família.
Silêncio
Como Lula silenciou diante da possibilidade de inteligência na sua própria base eleitoral, esqueceu que o petista é, antes de tudo, um crítico permanente.
Sofreu uma derrota de quem não aceita vê-lo traído por seus companheiros de partido. Bicado no pescoço sem que sinta nada. Isso é impossível. Lula.
Tucanos petistas
Quando ele (o povo) percebeu que o discurso do PT era mais tucano que o PSDB, entendeu que ficar com Alckmim não é tão ruin assim. Porque com o PT no poder ficou claro que é ruim com ele, sem ele é possível sobreviver.
Quando falo ruim, me refiro a queda do muro da ética. Ou seja, acredito que os petistas pularam do muro.Os que enricaram, comprando apartamentos no Rio de Janeiro, perceberam que sobrevivem nas alças do sistema, seja o financeiro como o do fisiologismo.
Petistas corporais
Os deputados do PT não foram mais eleitos por bases eleitorais da classe média urbana. Mas sim por corporações ou miseráveis que até aceitaram segurar pau de bandeira em sinal. O Zé Roberto não chegou. E ele era um desses casos.
Quase chegou, mas não deu, de novo. Dessa vez a múscia da campanha era mais conhecida do que suas propostas.


Serrando

O governador reeleito, José Serra é o grande vitorioso do processo eleitoral. Ex-derrotado de Lula falou com pinta de candidato à presidência. Ganhou. Serra agora é a bola da vez para impulsionar seu companheiro tucano.

O primo
Collor, primo de Marco Aurélio Mello, aquele que indicou, chega ao poder depois de 14 anos. Sem Joã Lyra que ficou no meio do caminho, apunhalado pela traição de seus afavores contras, disfarçados de aliados, o ex-presidente retorna a vida pública com a missão de empunhar o pedido de impeachment de Lula. Somente ele sabe como a corrpução pode destruir a vida política de alguém.

E aí? Lembraram que o Marco, aquele lá de cima, além de flamenguista é o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Dossiê é amarguê
O dossiê que ninguém sabe o que siginifica representou para o eleitor uma dúvida. E agora ele quer pensar. E isso pode ameçar os churrascos de Lula com Lorenzentti na Granja do Torto. Lula calou sobre um tema que o Brasil quer saber. Agora são todos contra Lula, liderados por Alckimim.

Não ir o fez ir...
Não ter ido ao debate custou a Lula a ida para o segundo turno. Afrontou as pessoas e desdenhou dos adversários. Criou expectativas em ir e não ir pegou mal.

Lula ganhou na Bahia
Jackes Wagner venceu ACM, ou melhor , Paulo Souto. Candidato de ACM ele perdeu depois de aparecer nas pesquisas sempre. Assim como aqui João Lyra já estava eleito e acordou fora do palácio, lá Paulo deitor na rede eleito e acordou solto no ar, no chão. Não era pesadê-lo. Perdeu mesmo.

Efeito Collor
Lula agora terá um ex-eleitor em sua cola. É Collor. Com o perdão do eleitor alagoano ele volta ao cenário nacional. Bom quanto ao efeito eu não sei no que vai dar. Só sei que o Ronaldo Lessa não está só sub-júdice. Está condenado a ser secretário do Estado que administrou. Vai sentir de perto o peso de uma tarefa restrita e sem dinheiro. Quando for a Brasília, vai ser legal vê-lo pedindo apoi a Lula, a quem apunhalou pelas costas.

Em sua primeira entrevista, entretanto, Collor falou: "Quem não sabe virar a página, não merece ler o livro", disse parafraseando o pai, o senador Arnon de Mello. Não fala em vingança, mas sim em novo momento político. Sobre candidatura em 2010 ele não comenta. Mas comentam que ele será o grande o articulador da oposição.

Lyra
João Lyra foi traído. Tinha aliados laranjas que na última hora apodreceram diante de seus interesses. O deputado não sabe se perdeu para os ataques dos candidatos ou para o dos aliados...que eram silenciosos mas intensos. Capazes de corroer seu sonho de entrar para a história como administrador público, já que privado ele já o é.

Até o momento o deputado e candidato derrotado ainda não falou.

Téo no azul

O senador Téo Vilela, no domingo mesmo, foi agradecer à Deus a vitória. Foi atá a igreja da Catedral rezar para cumprir com o que prometeu e pela virada nas urnas.Em sua primeira entrevista disse não ter polêmicas com o prefeito Cícero Almeida.